“Muitos Homens num Só”, de Mini Kerti, é o grande vencedor do Cine PE 2014

A 18ª edição do Cine PE Festival do Audiovisual chegou ao fim na noite de ontem (sexta, 2 de maio) e teve como grande vencedor o longa Muitos Homens Num Só, primeira ficção da diretora carioca Mini Kerti. Produzido por Flavio Ramos Tambellini, o filme ganhou 9 Calungas do júri oficial, além do prêmio do júri popular, totalizando 10 troféus. (veja abaixo a lista completa dos prêmios).

Muitos Homens Num Só é baseado em fatos reais e inspirado em personagens de diversos livros de João do Rio, pseudônimo do escritor e jornalista Paulo Barreto (1881-1921). Em especial, o romance Memórias de um Rato de Hotel (1912), que retrata um personagem real do início do século XX: Artur Antunes Maciel (Vladimir Brichta), um ladrão inteligente, ousado, elegante. Gaúcho, de família rica, ele morava no Rio e hospedava-se com nomes falsos nos hotéis da cidade para roubar. No filme, Artur se apresenta como Dr. Antonio e vive um romance Eva (Alice Braga), desenhista casada com Jorge (Pedro Brício), um homem ganancioso e pouco atento aos interesses e desejos de sua mulher. Félix Pacheco (Caio Blat), diretor do recém-inaugurado Gabinete de Identificação, decide pôr um fim ao reinado do Rato de Hotel usando a novíssima técnica de identificação por impressões digitais.

Romance Policial, que ganhou três troféus, se passa no Deserto do Atacama e conta a história de Antonio (Daniel de Oliveira), 30 anos, funcionário público com vocação não assumida para escritor, que viaja ao deserto em busca de inspiração mas acaba se deparando com um homem assassinado e é o principal suspeito. O que ele vivencia transforma sua vida. O filme italiano Anni Felici, de Daniele Luchetti, também foi premiado com duas Calungas e uma menção honrosa. O filme conta a história de um artista narcisista que encontra o seu mundo de cabeça para baixo depois de uma exposição desastrosa e das novas inclinações extra conjugais de sua, até então, dedicada esposa.

O júri Abraccine optou por conceder prêmios a partir de dois recortes das mostras competitivas do 18º Cine PE: o de curtas-metragens, revelado na última terça; e o de longas, que inclui filmes exibidos na Mostra Doc e na Mostra de Ficção. Os jurados elegeram como melhor filme o documentário português E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto. O diretor convive com o HIV há quase 20 anos e é o personagem de uma reflexão aberta e eclética sobre o tempo e a memória, as epidemias e a globalização, a sobrevivência para além do expectável, a dissensão e o amor absoluto. Num vai e vem entre o presente e o passado, o filme é também um tributo aos amigos que partiram e aos que permanecem. No palco, o presidente do júri da crítica, André Dib, leu como justificativa um texto escrito por João Carlos Sampaio esta semana, depois de assistir ao longa:  "Dores no corpo e na alma diante da angústia de ter os dias contados… e esse dolorido confrontado com um estranho ‘carpe diem’. Um jeito de lidar com o tempo que resta, que não se submete ao desespero pela alegria, ou ao arrebatamento da festa, mas por algo que é quase o oposto da euforia. Uma celebração quase religiosa do tempo, como se um dia inteiro coubesse numa tarde morna, acomodada em afetos demorados, intensos sentimentos e silêncios… Tô falando de E Agora? Lembra-me, filme do português Joaquim Pinto, exibido no 18º Cine PE. Coisa finíssima!"

Apresentada pelo casal de atores Deborah Secco e Bruno Torres, que também é cineasta, a cerimônia no Teatro Santa Isabel contou com a presença de diretores, produtores e atores dos filmes concorrentes. A noite foi marcada pelas homenagens aos 50 anos do filme Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha, com a exibição de um vídeo produzido pelo Canal Brasil; e a José Wilker, que faleceu no último dia 5 de abril. A láurea já estava programada desde o início do ano e a Calunga de Ouro foi entregue a Isabel Wilker e Claudia Montenegro, a filha e a companheira do ator, e outros familiares. O festival também homenageou o jornalista baiano João Carlos Sampaio, um dos maiores críticos de cinema do Brasil, que estava cobrindo o festival e faleceu esta manhã (2 de maio), aos 44 anos, vítima de um infarte fulminante.

O júri oficial do 18º Cine PE foi composto por Fabiano Canosa (diretor deral da Brazilian World Cinema, produtor carioca e locutor do Kinoscope); Marcos Petrucelli (jornalista e crítico de cinema paulista); Francisco Ramalho Junior (diretor, roteirista e produtor cinematográfico paulista); Marco Aurélio Marcondes (distribuidor e produtor carioca independente); e Marcos Santuário (jornalista, pesquisador e crítico de cinema gaúcho). A curadoria foi do jornalista carioca Rodrigo Fonseca.

OS VENCEDORES DO CINE PE 2014

Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional

Calungas (12 categorias)

Filme: Muitos Homens Num Só, de Mini Kerti

Direção: Mini Kerti (Muitos Homens Num Só)

Ator:  Vladimir Brichta (Muitos Homens Num Só)

Atriz: Alice Braga (Muitos Homens Num Só)

Ator Coadjuvante:  Alvaro Rudolphy (Romance Policial, de Jorge Durán) e Pedro Brício (Muitos Homens Num Só)

Atriz Coadjuvante: Roxana Campos (Romance Policial) e Pia Engleberth (Anni Felici)

Roteiro: Leandro Assis (Muitos Homens Num Só)

Fotografia: Luis Abramo (Romance Policial)

Direção de Arte: Kiti Duarte (Muitos Homens Num Só)

Trilha Sonora: Dado Villa-Lobos (Muitos Homens Num Só)

Edição de Som: Tomás Alem (Muitos Homens Num Só)

Montagem: Mirco Garrone (Anni Felici, de Daniele Luchetti)

Prêmio do Júri Popular: Muitos Homens Num Só, de Mini Kerti

Prêmio da Crítica – Júri da Abraccine: E Agora? Lembra-Me, de Joaquim Pinto (Portugal).  

Prêmios especiais do júri oficial:

Menção Honrosa: “Para o filme O Menino no Espelho, de Guilherme Fiúza Zenha (MG), por ampliar a proposta de uma produção brasileira que destaca fatos da história nacional para um público infantil”.

Menção Honrosa: “Para o elenco infantil dos filmes Anni Felici, de Daniele Luchetti (Itália), e O Menino no Espelho, de Guilherme Fiúza Zenha (MG), em especial para o ator mineiro Lino Facioli.”

Menção Honrosa: “Para o filme Mundo Deserto de Almas Negras, de Ruy Veridiano (SP), pela inventividade e ousadia ao construir um filme que utiliza o espírito ‘DJ’ na construção de sua narrativa.”

Sobre o Troféu Calunga – O Troféu Calunga é oferecido aos vencedores das mostras competitivas de curtas e longas-metragens. A “Calunga” representa a boneca carregada pela sacerdotisa dos cultos afro-brasileiros durante a apresentação do Maracatu. Ela faz parte das cerimônias religiosas, onde recebe o nome de uma princesa e representa uma divindade expressando um objeto de força e proteção. O Troféu Calunga é uma criação da artista plástica Juliana Notari. De acordo com o regulamento do Cine PE, são 12 categorias Calungas para a Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, atriz e ator. No dia 29 de abril, foram anunciados os vencedores da Mostra Competitiva Curtas Nacionais, da Mostra Internacional de Documentários disputam a Calunga de filme e direção, assim como os curtas da Mostra Pernambuco. A lista completa das honrarias está disponível no site do festival: http://www.festivalcinepe.com.br/honrarias

Fotos da cerimônia de encerramento e de todos os filmes em competição estão disponíveis em https://www.flickr.com/photos/cine_pe/

LONGAS DA MOSTRA COMPETITIVA – LONGA-METRAGEM FICÇÃO INTERNACIONAL

ANNI FELICI (ITÁLIA) – Direção: Daniele Luchetti

O MENINO NO ESPELHO (BRASIL -MG) – Direção: Guilherme Fiuza Zenha

MUNDO DESERTO DE ALMAS NEGRAS (BRASIL – SP) – Direção: Ruy Veridiano

MUITOS HOMENS NUM SÓ (BRASIL -RJ) –Direção: Mini Kerti

ROMANCE POLICIAL (CHILE/BRASIL – RJ) – Direção: Jorge Durán

TODOS TENEMOS UN PLAN (ARGENTINA) – Direção: Ana Piterbarg

SINOPSES e FICHAS TÉCNICAS

O MENINO NO ESPELHO (MG) – FICÇÃO – 74’

Sinopse: Que criança nunca sonhou em ter um dia um duplo? Alguém que fizesse todas as coisas chatas" da vida em seu lugar como ir à escola mesmo sem vontade, ficar de castigo trancado em casa ou tomar dolorosas injeções no hospital. Mas, e se um dia isso tornar-se realidade? E se a sua imagem refletida no espelho, como em um passe de mágica, ganhasse vida própria? Essa história só poderia acontecer com Fernando, um garoto que vive todas as suas fantasias de forma intensa e com muita imaginação. Fernando sabe "voar" como os pássaros, vive "aventuras na selva", constrói aviões e enfrenta os valentões da sua escola. Com sua amiga Mariana e seu cachorro Capeto, comanda uma sociedade secreta e resolve grandes mistérios como o da "Casa Abandonada".Mas Fernando nunca está satisfeito e quer sempre ter mais tempo livre para suas aventuras. Ele deseja muito ter um duplo, alguém que o liberte definitivamente de tudo que lhe aborrece.De tanto desejar, seu reflexo no espelho torna- se real como em um passe de mágica. Odnanref, o duplo que vem do espelho, obedece cegamente aos desejos de Fernando, assumindo a sua identidade sempre que ele lhe ordena. Fernando passa a viver uma vida de sonhos, tudo o que sempre desejou.Mas algo acontece quando Cíntia, a prima mais velha de Fernando, chega na cidade. Agora, ele terá que recorrer a seus verdadeiros amigos para fazer Odnanref retornar ao mundo dos espelhos e assim retomar o controle de sua vida."

Direção: Guilherme Fiuza Zenha

Roteiro:Cristiano Abud, André Carreira e Guilherme Fiuza Zenha

Produção: André Carreira e Guilherme Fiuza Zenha

Fotografia: José Roberto Eliezer, ABC

Montagem: Alexandre Baxter e João Flores

Trilha Sonora: Vinicius Calvitti

Edição de Som: Simone Petrillo, José Moreau Louzeiro e Ney Fernandes

Direção de Arte: Oswaldo Lioi

Ator: Lino Faciolli, Mateus Solano, Ricardo Blat

Atriz: Giovanna Rispoli, Regiane Alves, Gisele Fróes, Laura Neiva

Ator Coadjuvante: Murilo Quirino, Ravi Hood

“MUITOS HOMENS NUM SÓ” (RJ) – FICÇÃO – 90’

Sinopse: Rio de Janeiro, início do séc. XX. Este é o palco do improvável caso de amor entre Dr. Antônio, um ladrão solitário que se hospeda nos melhores hotéis da cidade para furtar seus hóspedes. E Eva, uma linda mulher que abriu mão de seu talento como desenhista por um casamento infeliz. O encontro entre Eva e Dr. Antônio mostrará aos dois que nunca é tarde para mudar de vida.

Direção: Mini Kerti

Roteiro: Leandro Assis

Produção: Flávio Ramos Tambellini

Fotografia: Flávio Zangrandi

Montagem: Sérgio Mekler

Trilha Sonora: Dado Vilalobos

Edição de Som: Sérgio Mekler

Direção de Arte: Kiti Duarte

Figurino: Marina Franco

Ator: Vladmir Brichta

Atriz: Alice Braga

Ator Coadjuvante: Caio Blat e Pedro Brício

ROMANCE POLICIAL (RJ) – FICÇÃO – 98’

Sinopse: Antonio (Daniel de Oliveira), 30 anos, funcionário público com vocação não assumida para escritor, viaja ao Deserto de Atacama em busca de inspiração para redigir um conto. A paisagem árida e ao mesmo tempo deslumbrante lhe causa tremenda admiração. O conto muda de rumo quando Antonio, passeando pelo deserto, avista fugazmente uma pessoa fugindo. Por curiosidade vai até o lugar onde a avistou e encontra um homem assassinado. Ele é detido por Martinez (Alvaro Rudolphy), policial chileno, que o proíbe de deixar o país. Na vila, conhece Florencia (Daniela Ramirez) com a qual inicia uma relação de atração e desejo. O que ele vivencia transforma sua escrita na forma e no conteúdo. Observando os petróglifos gravados nas rochas, os esparsos vestígios do passado, as formas da natureza bela e inóspita, os vulcões imponentes, “tão calmos por fora, fervendo por dentro”, Antonio chega por fim a entender as motivações do crime. Uma dolorosa investigação pessoal na qual está envolvida a jovem chilena com quem se relaciona, sua amante e inspiradora do seu romance, e o policial chileno. A travessia vivida o torna um escritor consciente do poder da memória, da imaginação no processo de criação e da força da história.

Direção: Jorge Durán

Roteiro: Jorge Durán

Produção: Gabriel Durán, Gisela Camara, Adrian Solar e Pedro Rossi

Fotografia: Luis Abramo

Direção de Arte: Nicole Blanc

Edição de Som: Virgínia Flores

Montagem: Gabriel Durán e Pedro Durán

Trilha Sonora: Lucas Marcier e Fabiano Krieger

Figurino: Carolina Espina

Ator: Daniel de Oliveira e Alvaro Rudolphy

Atriz: Daniela Ramirez

Ator Coadjuvante: Victor Montero

Atriz Coadjuvante: Roxana Campos

MUNDO DESERTO DE ALMAS NEGRAS (SP) – FICÇÃO – 100’

Sinopse: Em uma São Paulo ficcional, onde o centro rico é negro e a periferia é branca, Oscar, um jovem advogado da elite negra aceita entregar celulares em um presídio para um membro da Fundação do Crime. Oscar é assaltado no trânsito, perde os celulares e se vê perseguido em uma trama complexa e numa fuga implacável, enquanto a Fundação do Crime ataca a cidade. Enquanto Oscar luta pela sua sobrevivência, a cidade de São Paulo se revela um Mundo Deserto.

Direção: Ruy Veridiano

Roteiro: Ruy Veridiano

Produção: Fernando Chiari, Renata Pagliuso e Ruy Veridiano

Fotografia: Alziro Barbosa

Montagem: Cadu Silveira

Trilha Sonora: DJ Zegon

Edição de Som: DJ Zegon

Direção de Arte: Pedro di Pietro

Animação: Efeitos Especiais: Átomo.

Ator: Sidney Santiago

Atriz: Naruna Costa

Ator Coadjuvante: Renaldo Taunay

Atriz Coadjuvante: Marília Moreira

TODOS TENEMOS UN PLAN (ARGENTINA) – FICÇÃO – 117’

Sinopse: conta a história de Agostinho, um homem desesperado para abandonar o que para ele, depois de anos de vida em Buenos Aires, tem se tornado uma existência frustrante. Após a morte de seu irmão gêmeo, Pedro, Agostinho propõe a iniciar uma nova vida, tomando a identidade de seu irmão e de retornar à região misteriosa do Delta, em Tigre, onde os dois viveram quando crianças. No entanto, pouco depois de seu retorno Agostinho inadvertidamente envolvido no mundo do crime perigoso que seu irmão era membro. O filme é ambientado na paisagem única do Delta, um labirinto de ilhas e rios, que antes atuavam como parques de lazer para a elite de Buenos Aires, e mansões onde o estilo Francês e Inglês ainda podem ser encontrados ao longo da canais, que relembram a opulência apreciado pelo lugar há muito tempo. Mas perto dos pântanos não estão mais cantos escuros e escondidos, onde aqueles que vivem à margem da lei impor regras de conduta e códigos não escritos de silêncio. É nestas marés perigosas, que sempre serviram como esconderijo para criminosos e marginais, onde Agostinho lutar pela sobrevivência, reinventando-se a deixar o passado para trás.

Direção: Ana Piterbarg

Roteiro: Ana Piterbarg

Produção: Gerardo Herrero, Mariela Besuievski, Vanessa Ragone e Viggo Mortensen.

Fotografia: Lucio Bonelli

Montagem: Irene Blecua e Alejandro Lázaro

Trilha Sonora: Lucio Godoy e Federico Jusid

Edição de Som: Juan Ferro

Direção de Arte: Mariela  Rípodas

Ator: Viggo Mortensen

Atriz: Soledad Villamil

Ator Coadjuvante: Daniel Fanego, Javier Godino

Atriz Coadjuvante: Sofia Gala

ANNI FELICI (ITÁLIA) – FICÇÃO – 110’

Sinopse: Um artista narcisista encontra o seu mundo de cabeça para baixo depois de uma exposição desastrosa e das novas inclinações extra conjugais de sua, até então, dedicada esposa.

Direção: Daniele Luchetti

Roteiro: Daniele Lucheti, Sandro Petraglia, Stephano Rulli, Caterina Venturini

Produção: Sandra Bonacchi, Marco Chimenz, Matteo De Laurentiis, Gina Gardini, Giovanni Stabilini, Riccardo Tozzi

Fotografia: Claudio Collepiccolo

Montagem: Francesco Garrone e Mirco Garrone

Trilha Sonora: Franco Piersanti

Cenografia: Giancarlo Basili

Ator: Kim Rossi Stuart, Samuel Garofalo, Niccolò

Atriz: Micaela Ramazzotti, Martina Gedeck, Benedetta Buccellato, Pia Engleberth

***************                                               

PATROCINADORES

O Cine PE 2014 tem como patrocinadores master o BNDES e o Governo de Pernambuco (Empetur). O festival é patrocinado pela Petrobras, Prefeitura do Recife, Stella Artois e tem como co-patrocinadores BNB, Celpe / Neoenergia. Conta ainda com o apoios da Copergás, Fundaj, Canal Brasil, Instituto Cervantes, Copa Airlines, Link Digital, O2 Filmes e Cia Rio; e com promoção da Rede Globo e da Revista de Cinema.

 ASSESSORIA DE IMPRENSA NACIONAL:

 Palavra Assessoria em Comunicação

 Tel.: (21) 3204-3124

DIREÇÃO

Cristina Rio Branco

cristina@palavraonline.com

(21) 98486-7947

André De Biase

andre@palavraonline.com

(21) 98486-79476

ATENDIMENTO

Tatiana Garritano

(21) 98283-5039

tatiana@palavraonline.com

Pablo Vallejos

(21) 98900-7898

pablo@palavraonline.com