Aplausos em cenas abertas pontuam a segunda noite

Ontem, a noite do Cine PE foi marcada por aplausos em cena aberta aos longas-metragens O Mercado de Notícias e Getúlio, exibidos pela primeira vez no país com as respectivas presenças dos diretores Jorge Furtado (foto)e João Jardim. As exibições começaram às 19h30, no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

“É um prazer estar aqui. A ditadura não gosta dos bons jornalistas, não gostam de perguntas, gostam de certezas”, disse Jorge Furtado ao subir ao palco para apresentar O Mercado de Notícias. João Jardim também expressou a satisfação de exibir o Getúlio no festival e fez uma apresentação objetiva e bem humorada. “Não fale o final”, sugeriu à apresentadora Graça Araújo, durante a leitura da sinopse.

O público conferiu ainda as exibições dos curtas-metragens Frascos e Ecce Homo, no início da noite. “O roteiro foi escrito como numa brincadeira, fizemos o texto juntos”, destacou a diretora de Frascos, Ariana Nuala, referindo-se à parceria com os roteiristas Leo Leite e Lucas Mariz. O diretor do curta Ecce Homo, Clodoaldo Lino, falou que era “uma honra participar do Cine PE”, e alertou: “o filme tem cenas fortes”. O longa-metragem português 1960 encerrou a programação.