Blog Observatório Feminino-Homenagem a Laura Cardoso

Por Talita Corrêa

Confira a matéria no site. 

Apesar da forte chuva e do público escasso na quarta noite do Cine PE 2014, a terça-feira, 29, foi de brilho. O fulgor ficou por conta da presença de Laura Cardoso, atriz que chegou aos 86 anos com 29 filmes na carreira – como “Terra estrangeira” e “Copacabana” – e muita vitalidade, e foi justamente escolhida para receber homenagens do Festival neste ano. Na cerimônia realizada no Teatro Guararapes, em Olinda,   a paulistana recebeu o Troféu Calunga das mãos do diretor da festa, Alfredo Bertini e, aplaudida de pé, dedicou o prêmio ao amigo José Wilker, que morreu no começo do mês.

Laura estreou como atriz de radionovela  aos 15 anos, começando a escrever uma história que a alçou ao mesmo degrau dos grandes monstros da dramaturgia brasileira. Mas nem mesmo toda referência é capaz de diluir sua postura sempre humilde e carismática.  “Estou muito feliz em ser homenageada mas acho que não mereço tanto. Sem falsa modéstia, fico sem graça. Mas vejo que é um reconhecimento de meu trabalho, feito com respeito e amor”, contou.

Mesmo com essa idade, Laura garante que jamais sentiu o peso do tempo nas costas de artista e- mais importante – jamais deixou de planejar e desejar mais: “Nunca senti falta de trabalhos na minha idade. Quero muita coisa ainda, só não sei se vai dar tempo porque eu já estou meio velha. Gostaria de  morrer trabalhando em cima e um palco ou na frente de uma câmera. O aprendizado nunca termina”.

A noite encerrou com premiações, seguindo o novo formato do festival. Um dos destaques da festa foi “Tubarão”, de Leo Tabosa, eleito melhor filme da mostra Curta Brasil. O curta é um mini documentário sobre Dale, um norte-americano que se mudou para Recife com o grande amor de sua vida, um surfista carioca. Depois de 15 anos juntos, o parceiro dele sofre um acidente no mar e morre. A tragédia causa em Dale uma série de transtornos psicológicos.

Confira os nomes dos outros vencedores na lista abaixo. O Cine PE segue até sexta-feira, 2 de maio.

Mostra Pernambuco

Melhor Filme: Au Revoir, com direção de Milena Tirnes
Melhor Direção: Milena Tirnes (Au Revoir)
Prêmio do Júri Popular: Severo, com direção de Danilo Baracho
Prêmio Especial da Link Digital: Rabutaia, com direção de Brenda Lígia

Mostra Curta Brasil

Melhor Filme: Tubarão (PE), de Leo Tabosa
Melhor Direção: Leo Tabosa (Tubarão-PE)
Melhor Roteiro: Felipe Arrojo Poroger (O Filho Pródigo-SP)
Melhor Atriz: Georgette Fadel (O Filho Pródigo-SP)
Melhor Ator: Danilo Grangheia (O Filho Pródigo-SP)
Melhor Fotografia: Alex Costa e Breno César (Tubarão-PE)
Melhor Direção de Arte: Paulo Vinícius (Notícias da Rainha-PR)
Melhor Edição de Som: Demian Garcia (Notícias da Rainha-PR)
Melhor Trilha Sonora: Alexandre Guerra (No Movimento da Fé-PA)
Melhor Montagem: Thiago Pelaes, Alexandre Nogeira e Fernando Segtowick (No Movimento da Fé-PA)
Melhor Filme / Júri Popular: Ecce Homo (RJ), de Clodoaldo Lino; e No Movimento da Fé (PA), de Fernando Segtowick e Thiago Pelaes
Menção Honrosa: Ecce Homo (RJ), de Clodoaldo Lino,
Prêmio da Crítica/Abraccine: Tubarão (PE), de Leo Tabosa
Prêmio Canal Brasil para o Melhor Curta: Linguagem (RJ), de Luiz Rosemberg Filho
Prêmio Especial da Link Digital: Linguagem (RJ), com direção de Luiz Rosemberg Filho

Mostra internacional

Melhor Filme: O Mercado de Notícias (Brasil/RS), com direção de Jorge Furtado
Melhor Direção: Joaquim Pinto (Portugal), pelo filme E Agora? Lembra-me
Menção Honrosa: Corbiniano (Brasil/PE), com direção de Cezar Maia. Pelo resgate de um dos mais importantes artistas do cenário cultural brasileiro.
Melhor Filme / Júri Popular: O Mercado de Notícias (Brasil/RS), com direção de Jorge Furtado

Imagens:  Daniela Nader/Divulgação