Cine PE apresenta duas produções pernambucanas e DOC português

O Cine PE 2014 apresentou ontem (28 de abril), em seu terceiro dia, o curta-metragem Tubarão (de Leo Tabosa, PE), da Mostra Curta Brasil, e o longa português E Agora? Lembra-me (de Joaquim Pinto), da Mostra Doc Internacional. Logo em seguida, o público pode conferir outro documentário: o longa pernambucano Corbiniano, dirigido por Cezar Maia, que também integra a Mostra Doc Internacional.
 
No início da noite, o diretor Leo Tabosa foi chamado ao palco para apresentar seu curta-metragem Tubarão. “É uma honra apresentar aqui um novo filme, também documental e curta-metragem, e ser submetido a essa plateia, que acho que é sempre jovem e bastante crítica”, observou. Ovacionado pelo público, o diretor de Corbiniano, Cezar Maia, também subiu ao palco e agradeceu à equipe que o ajudou a consolidar a produção sobre o artista plástico pernambucano. Ele conta: “É um documentário sobre um gênio e foi percebendo as imagens que estão espalhadas pelas ruas. Foi uma honra ser convidado para dirigir isso”.
 
Hoje (terça-feira, 29) à noite, a partir de 19h, acontece a premiação da Mostra PE, da Mostra Nacional de Curtas e Mostra de Documentários. Logo em seguida, o público ainda confere a exibição de dois longas de ficção: o argentino Todo Tenemos un Plan (de Ana Piterbag, ARG) e o nacional Mundo Deserto de Almas Negras (de Ruy Veridiano, SP).
 
Ao todo, durante uma semana, o Cine PE exibe no Teatro Guararapes  27 filmes (13 curtas e 14 longas), sendo 22 produções nacionais e cinco internacionais (2 de Portugal, 1 da Itália, 1 da Argentina e 1 dos Estados Unidos). Dos títulos brasileiros, nove são pernambucanos (um longa e oito curtas).
 
OS FILMES DO CINE PE 2014
 
LONGAS-METRAGENS
FESTIVAL DE CINEMA DE INTERNACIONAL
(Mostra Competitiva de Longas-Metragens de Ficção)
 
O MENINO NO ESPELHO (BRASIL -MG) – Direção: Guilherme Fiuza Zenha
MUITOS HOMENS NUM SÓ (BRASIL -RJ) –Direção: Mini Kerti
ROMANCE POLICIAL (CHILE/BRASIL – RJ) – Direção: Jorge Durán
MUNDO DESERTO DE ALMAS NEGRAS (BRASIL – SP) – Direção: Ruy Veridiano
TODOS TENEMOS UN PLAN (ARGENTINA) – Direção: Ana Piterbarg
ANNI FELICI (ITÁLIA) – Direção: Daniele Luchetti
 
MOSTRA DOC INTERNACIONAL
(Mostra Competitiva de  Longas-Metragens Documentários)
 
CORBINIANO (BRASIL – PE) – Direção: Cezar Maia
1960 (PORTUGAL) – Direção: Rodrigo Areias
O MERCADO DE NOTÍCIAS (BRASIL – RS) – Direção: Jorge Furtado
E AGORA? LEMBRA-ME (PORTUGAL) – Direção: Joaquim Pinto
 
HORS CONCOURS
(Mostra Especial)
 
O GRANDE HOTEL BUDAPESTE (ESTADOS UNIDOS) – FICÇÃO – Direção: Wes Anderson
GETÚLIO (BRASIL – RJ) – FICÇÃO – Direção: João Jardim
 
CURTAS-METRAGENS
 
MOSTRA CURTA BRASIL
(Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais)
 
ECCE HOMO (RJ) – Ficção – Direção: Clodoaldo Lino
O FILHO PRÓDIGO (SP) – Ficção – Direção: Felipe Arrojo Poroger
NOTÍCIAS DA RAINHA (PR) – Documentário – Direção: Ana Johann
TUBARÃO (PE) – Documentário – Direção: Leo Tabosa
NO MOVIMENTO DA FÉ (PA) – Documentário – Direção: Fernando Segtowick e Thiago Pelaes
NO TIRO DO BACAMARTE… EXPLODE A CULTURA PERNAMBUCANA! (PE) – Documentário –Direção: Xisto Ramos
LINGUAGEM (RJ) – Documentário – Direção: Luiz Rosemberg Filho
 
MOSTRA PERNAMBUCO
(Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Pernambucanos)
 
PONTA DE PEDROS E PEDRAS (PE) – Documentário – Direção: Hermano Figueiredo
RABUTAIA (PE) – Documentário – Direção: Brenda Lígia
TESOUROS DO ARARIPE: OS FÓSSEIS E A COMUNIDADE (PE) – Documentário – Direção: Tito Aureliano
AU REVOIR (PE) – Ficção – Direção: Milena Tirnes
SEVERO (PE) – Ficção – Direção: Danilo Baracho
FRASCOS (PE) – Ficção – Direção: Ariana Nuala
 
 Troféu Calunga – O Troféu Calunga é oferecido aos vencedores das mostras competitivas de curtas e longas-metragens. A “Calunga” representa a boneca carregada pela sacerdotisa dos cultos afro-brasileiros durante a apresentação do Maracatu. Ela faz parte das cerimônias religiosas, onde recebe o nome de uma princesa e representa uma divindade expressando um objeto de força e proteção. O Troféu Calunga é uma criação da artista plástica Juliana Notari. De acordo com o regulamento do Cine PE, são 12 categorias de prêmios para a Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, atriz e ator. Os filmes da Mostra Competitiva Curtas Nacionais serão julgados em dez categorias: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator e atriz. Os títulos da Mostra Internacional de Documentários disputam a Calunga de filme e direção, assim como os curtas da Mostra Pernambuco.
 
JÚRI
 
Mostra Pernambuco de Curtas-Metragens
Adriano Lima (curta-metragista cearense e idealizador e diretor do Curta Canoa); Tarciana Portella (jornalista, poeta e documentarista pernambucana, diretora do Instituto Delta Zero); Marilha Naccari (professora e curadora, coordenadora do Festival Florianópolis Audiovisual Mercosul e presidente do Fórum dos Festivais).
 
Mostra Competitiva Curtas Nacionais
Cláudio Gonzaga (redator, ator e diretor carioca); Diogo Mendes (cronista carioca, crítico de cinema e Mestre em Literatura); Marcus Villar (cineasta paraibano)
 
Mostra Internacional de Documentários
Celso Sabadin (jornalista, escritor, crítico de cinema e cineasta paulista); Evaldo Mocarzel (documentarista e jornalista paulista); Marcos Santuário (jornalista, pesquisador e crítico de cinema gaúcho)
 
Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional
Fabiano Canosa (diretor deral da Brazilian World Cinema, produtor carioca e locutor do Kinoscope); Marcos Petrucelli (jornalista e crítico de cinema paulista); Francisco Ramalho Junior (diretor, roteirista e produtor cinematográfico paulista); Marco Aurélio Marcondes (distribuidor e produtor carioca independente); Paulo Sérgio de Almeida (diretor, distribuidor e produtor carioca)
 
MOSTRAS COMPETITIVAS – SINOPSES / FICHAS TÉCNICAS
 
FESTIVAL DE CINEMA DE INTERNACIONAL
(Mostra Competitiva de Longas-Metragens de Ficção)
 
O MENINO NO ESPELHO (MG) – FICÇÃO – 74’
Sinopse: Que criança nunca sonhou em ter um dia um duplo? Alguém que fizesse todas as coisas chatas" da vida em seu lugar como ir à escola mesmo sem vontade, ficar de castigo trancado em casa ou tomar dolorosas injeções no hospital. Mas, e se um dia isso tornar-se realidade? E se a sua imagem refletida no espelho, como em um passe de mágica, ganhasse vida própria? Essa história só poderia acontecer com Fernando, um garoto que vive todas as suas fantasias de forma intensa e com muita imaginação. Fernando sabe "voar" como os pássaros, vive "aventuras na selva", constrói aviões e enfrenta os valentões da sua escola. Com sua amiga Mariana e seu cachorro Capeto, comanda uma sociedade secreta e resolve grandes mistérios como o da "Casa Abandonada".Mas Fernando nunca está satisfeito e quer sempre ter mais tempo livre para suas aventuras. Ele deseja muito ter um duplo, alguém que o liberte definitivamente de tudo que lhe aborrece.De tanto desejar, seu reflexo no espelho torna- se real como em um passe de mágica. Odnanref, o duplo que vem do espelho, obedece cegamente aos desejos de Fernando, assumindo a sua identidade sempre que ele lhe ordena. Fernando passa a viver uma vida de sonhos, tudo o que sempre desejou.Mas algo acontece quando Cíntia, a prima mais velha de Fernando, chega na cidade. Agora, ele terá que recorrer a seus verdadeiros amigos para fazer Odnanref retornar ao mundo dos espelhos e assim retomar o controle de sua vida."
Direção: Guilherme Fiuza Zenha
Roteiro:Cristiano Abud, André Carreira e Guilherme Fiuza Zenha
Produção: André Carreira e Guilherme Fiuza Zenha
Fotografia: José Roberto Eliezer, ABC
Montagem: Alexandre Baxter e João Flores
Trilha Sonora: Vinicius Calvitti
Edição de Som: Simone Petrillo, José Moreau Louzeiro e Ney Fernandes
Direção de Arte: Oswaldo Lioi
Ator: Lino Faciolli, Mateus Solano, Ricardo Blat
Atriz: Giovanna Rispoli, Regiane Alves, Gisele Fróes, Laura Neiva
Ator Coadjuvante: Murilo Quirino, Ravi Hood
 
“MUITOS HOMENS NUM SÓ” (RJ) – FICÇÃO – 90’
Sinopse: Rio de Janeiro, início do séc. XX. Este é o palco do improvável caso de amor entre Dr. Antônio, um ladrão solitário que se hospeda nos melhores hotéis da cidade para furtar seus hóspedes. E Eva, uma linda mulher que abriu mão de seu talento como desenhista por um casamento infeliz. O encontro entre Eva e Dr. Antônio mostrará aos dois que nunca é tarde para mudar de vida.
Direção: Mini Kerti
Roteiro: Leandro Assis
Produção: Flávio Ramos Tambellini
Fotografia: Flávio Zangrandi
Montagem: Sérgio Mekler
Trilha Sonora: Dado Vilalobos
Edição de Som: Sérgio Mekler
Direção de Arte: Kiti Duarte
Figurino: Marina Franco
Ator: Vladmir Brichta
Atriz: Alice Braga
Ator Coadjuvante: Caio Blat e Pedro Brício
 
ROMANCE POLICIAL (RJ) – FICÇÃO – 98’
Sinopse: Antonio (Daniel de Oliveira), 30 anos, funcionário público com vocação não assumida para escritor, viaja ao Deserto de Atacama em busca de inspiração para redigir um conto. A paisagem árida e ao mesmo tempo deslumbrante lhe causa tremenda admiração. O conto muda de rumo quando Antonio, passeando pelo deserto, avista fugazmente uma pessoa fugindo. Por curiosidade vai até o lugar onde a avistou e encontra um homem assassinado. Ele é detido por Martinez (Alvaro Rudolphy), policial chileno, que o proíbe de deixar o país. Na vila, conhece Florencia (Daniela Ramirez) com a qual inicia uma relação de atração e desejo. O que ele vivencia transforma sua escrita na forma e no conteúdo. Observando os petróglifos gravados nas rochas, os esparsos vestígios do passado, as formas da natureza bela e inóspita, os vulcões imponentes, “tão calmos por fora, fervendo por dentro”, Antonio chega por fim a entender as motivações do crime. Uma dolorosa investigação pessoal na qual está envolvida a jovem chilena com quem se relaciona, sua amante e inspiradora do seu romance, e o policial chileno. A travessia vivida o torna um escritor consciente do poder da memória, da imaginação no processo de criação e da força da história.
Direção: Jorge Durán
Roteiro: Jorge Durán
 
MUNDO DESERTO DE ALMAS NEGRAS (SP) – FICÇÃO – 100’
Sinopse: Em uma São Paulo ficcional, onde o centro rico é negro e a periferia é branca, Oscar, um jovem advogado da elite negra aceita entregar celulares em um presídio para um membro da Fundação do Crime. Oscar é assaltado no trânsito, perde os celulares e se vê perseguido em uma trama complexa e numa fuga implacável, enquanto a Fundação do Crime ataca a cidade. Enquanto Oscar luta pela sua sobrevivência, a cidade de São Paulo
se revela um Mundo Deserto.
Direção: Ruy Veridiano
Roteiro: Ruy Veridiano
Produção: Fernando Chiari, Renata Pagliuso e Ruy Veridiano
Fotografia: Alziro Barbosa
Montagem: Cadu Silveira
Trilha Sonora: DJ Zegon
Edição de Som: DJ Zegon
Direção de Arte: Pedro di Pietro
Animação: Efeitos Especiais: Átomo.
Ator: Sidney Santiago
Atriz: Naruna Costa
Ator Coadjuvante: Renaldo Taunay
Atriz Coadjuvante: Marília Moreira
 
 TODOS TENEMOS UN PLAN (ARGENTINA) – FICÇÃO – 117’
Sinopse: conta a história de Agostinho, um homem desesperado para abandonar o que para ele, depois de anos de vida em Buenos Aires, tem se tornado uma existência frustrante. Após a morte de seu irmão gêmeo, Pedro, Agostinho propõe a iniciar uma nova vida, tomando a identidade de seu irmão e de retornar à região misteriosa do Delta, em Tigre, onde os dois viveram quando crianças. No entanto, pouco depois de seu retornoAgostinho inadvertidamente envolvido no mundo do crime perigoso que seu irmão era membro.
O filme é ambientado na paisagem única do Delta, um labirinto de ilhas e rios, que antes atuavam como parques de lazer para a elite de BuenosAires, e mansões onde o estilo Francês e Inglês ainda podem ser encontrados ao longo da canais, que relembram a opulência apreciado pelo lugarhá muito tempo. Mas perto dos pântanos não estão mais cantos escuros e escondidos, onde aqueles que vivem à margem da lei impor regras de conduta e códigos não escritos de silêncio. É nestas marés perigosas, que sempre serviram como esconderijo para criminosos e marginais, ondeAgostinho lutar pela sobrevivência, reinventando-se a deixar o passado para trás.
Direção: Ana Piterbarg
Roteiro: Ana Piterbarg
Produção: Gerardo Herrero, Mariela Besuievski, Vanessa Ragone e Viggo Mortensen.
Fotografia: Lucio Bonelli
Montagem: Irene Blecua e Alejandro Lázaro
Trilha Sonora: Lucio Godoy e Federico Jusid
Edição de Som: Juan Ferro
Direção de Arte: Mariela  Rípodas
Ator: Viggo Mortensen
Atriz: Soledad Villamil
Ator Coadjuvante: Daniel Fanego, Javier Godino
Atriz Coadjuvante: Sofia Gala
 
ANNI FELICI (ITÁLIA) – FICÇÃO – 110’
Sinopse: Um artista narcisista encontra o seu mundo de cabeça para baixo depois de uma exposição desastrosa e das novas inclinações extra conjugais de sua, até então, dedicada esposa.
Direção: Daniele Luchetti
Roteiro: Daniele Lucheti, Sandro Petraglia, Stephano Rulli, Caterina Venturini
Produção: Sandra Bonacchi, Marco Chimenz, Matteo De Laurentiis, Gina Gardini, Giovanni Stabilini, Riccardo Tozzi
Fotografia: Claudio Collepiccolo
Montagem: Francesco Garrone e Mirco Garrone
Trilha Sonora: Franco Piersanti
Cenografia: Giancarlo Basili
Ator: Kim Rossi Stuart, Samuel Garofalo, Niccolò
Atriz: Micaela Ramazzotti, Martina Gedeck, Benedetta Buccellato, Pia Engleberth
 *************
 MOSTRA DOC INTERNACIONAL
(Mostra Competitiva de  Longas-Metragens Documentários)
 
CORBINIANO (PE) – DOCUMENTÁRIO – 72’
Sinopse: Documentário sobre a vida e a obra de um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros, notabilizado por esculpir figuras alongadas em alumínio fundido.
Direção: Cezar Maia
Roteiro: Cezar Maia
Produção: Carol Vergolino
Fotografia: Marco Duarte
Montagem: Rapha Spencer
Trilha Sonora: Leopoldo Conrado Nunes
Edição de Som: Justino Passos
 
O MERCADO DE NOTÍCIAS (RS) – DOCUMENTÁRIO – 94’
Sinopse: Documentário sobre mídia e democracia, com depoimentos de jornalistas brasileiros e trechos da peça “O Mercado de Notícias”, escrita pelo inglês Ben Jonson em 1625, quando do surgimento do jornalismo.
Direção: Jorge Furtado
Roteiro: Jorge Furtado
Produção: Nora Gulart
Fotografia: Alex Sernambi e Jacob Solitrenick
Montagem: Giba Assis Brasil
Trilha Sonora: Leo Henkin
Edição de Som: Kiko Ferraz
Direção de Arte: Fiapo Barth
Figurino: Rosângela Cortinhas
Animação: ROCKET
 
E AGORA? LEMBRA-ME (PORTUGAL) – DOCUMENTÁRIO – 164’
Sinopse: Joaquim Pinto convive com o VIH e o VHC há quase 20 anos. “E agora?” é o caderno de apontamentos de um ano de ensaios clínicos com drogas tóxicas e ainda não aprovadas para o VHC. Uma reflexão aberta e eclética sobre o tempo e a memória, as epidemias e a globalização, a sobrevivência para além do expectável, a dissensão e o amor absoluto. Num vai e vem entre o presente e o passado, o filme é também um tributo aos amigos que partiram e aos que permanecem.
Direção: Joaquim Pinto
Roteiro: Joaquim Pinto
Produção: Joana Ferreira, Isabel Machado e Christine Reeh
Fotografia: Joaquim Pinto e Nuno Leonel
Montagem: Joaquim Pinto e Nuno Leonel
Trilha Sonora: WHOMADEWHO, Jacques Ibert, Maria Von Weber, Ludwig van Beethoven
Edição de Som: Oliver Do Hoo
Animação: Nuno Leonel
Ator: Nuno, Joaquim, Cláudia, Jo, Deolinda, Nelson e Rita
 
1960 (PORTUGAL) – DOCUMENTÁRIO – 70’
Sinopse: 1960 é um home-movie em registro de diário de viagem em super 8mm. Pretendendo, através da arquitectura e a partir do “Diário de Bordo” de Fernando Távora, revisitar a viagem que o Arquitecto concretizou em 1960.
Direção: Rodrigo Areias
Roteiro: Rodrigo Areias
Produção: Bando à Parte
Fotografia: Rodrigo Areias
Montagem: Tomás Baltazar
Edição de Som: Pedro Ribeiro e Pedro Marinho
Ator: Marcos Barbosa
 
*************
HORS CONCOURS
(Mostra Especial)
 
O GRANDE HOTEL BUDAPESTE (ESTADOS UNIDOS) – FICÇÃO – 100’
Sinopse: No período entre as duas guerras mundiais, o famoso gerente de um hotel europeu conhece um jovem empregado e os dois tornam-se melhores amigos. Entre as aventuras vividas pelos dois, constam o roubo de um famoso quadro do Renascimento, a batalha pela grande fortuna de uma família e as transformações históricas durante a primeira metade do século XX.
Direção: Wes Anderson
 
GETÚLIO (RJ) – FICÇÃO – 100’
Sinopse: Agosto de 1954. O jornalista de oposição e dono de jornal Carlos Lacerda, sofre um atentado a bala na porta da sua casa em Copacabana. O pistoleiro erra o tiro e mata o Major da Aeronáutica Rubens Vaz que fazia a segurança de Lacerda. O presidente da República, Getúlio Vargas, é acusado de mandar matar o maior inimigo político do seu governo. Getúlio passa a ser pressionado por lideranças militares e pela oposição para renunciar ao mandato. As investigações mostram que a ordem para o atentado saiu de dentro do Palácio do Catete. O tenente Gregório Fortunado, chefe da guarda pessoal do presidente e seu homem de confiança há anos, é acusado. Ao lado da filha, Alzira Vargas, seu braço direito na presidência, e colaboradores fiéis como Tancredo Neves e o general Zenóbio da Costa, Getúlio tenta se manter no poder e provar sua inocência. Diante das ameaças que pedem a deposição imediata do presidente, Getúlio comete um ato extremo.
Direção: João Jardim
 
 
*************
 
MOSTRA CURTA BRASIL
(Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais)
 
ECCE HOMO (RJ) – Ficção – 06’ 06”
Sinopse: Uma fábula sobre a violência e a crueldade do Homem para com os animais.
Direção: Clodoaldo Lino
 
O FILHO PRÓDIGO (SP) – Ficção – 15’13”
Sinopse: Em meio à grave crise financeira, a família acorda com a notícia de fora encontrado morto o filho caçula, desaparecido há nove anos.
Direção: Felipe Arrojo Poroger
 
NOTÍCIAS DA RAINHA (PR) – Documentário – 19’
Sinopse: Uma rainha esquecida no tempo. Uma filha que tenta de dez em dez anos resgatar a história da mãe. Um lugar onde esta história existe entre lampejos e fragmentos de memórias. Documentário de 20 minutos sobre uma rainha da era do rádio.
Direção: Ana Johann
 
TUBARÃO (PE) – Documentário – 13’
Sinopse: As dificuldades de um estrangeiro em adaptar-se à sua nova realidade..
Direção: Leo Tabosa
 
NO MOVIMENTO DA FÉ (PA) – Documentário – 18’
Sinopse: Segundo domingo de Outubro, a procissão em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré reúne mais de dois milhões de pessoas nas ruas de Belém do Pará. Entre milhares de voluntários, estão três homens: um Guarda de Nazaré, um Soldado do exército e um integrante da Cruz Vermelha. Com muito sacrifício, fé e dedicação, eles se preparam para realizar a maior festa religiosa do mundo.
Direção: Fernando Segtowick e Thiago Pelaes
 
NO TIRO DO BACAMARTE… EXPLODE A CULTURA PERNAMBUCANA! (PE) – Documentário – 08’22”      
Sinopse: Registro cultural e histórico, através do depoimento de José Euclides Paiva, um experiente comandante bacamarteiro, que apresenta alguns integrantes do seu grupo (Batalhão).
Direção: Xisto Ramos
 
LINGUAGEM (RJ) – Documentário – 19’36”
Sinopse: Uma reflexão sobre a linguagem cinematográfica.
Direção: Luiz Rosemberg Filho
 
*************
 MOSTRA PE
(Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Pernambucanos)
 
PONTA DE PEDROS E PEDRAS (PE) – Documentário – 11’ 44”
Sinopse: Dia da Buscada de São Pedro de Tatuamunha a Pontas de Pedras. Enquanto adorna de flores a barca do santo na igreja, Lourdinha, presidente da colônia de pescadores Z3, fala sobre identidade, resistência cultural e do surpreendente protagonismo feminino na representação de uma profissão predominantemente masculina na região tão próxima onde a história assinala a resistência heroica das mulheres de Tejucupapo.
Direção: Hermano Figueiredo
 
RABUTAIA (PE) – Documentário – 07’43”
Sinopse: Mergulho no caldeirão de memórias de Gilson Silva: brasileiro, casado e letrado, que ama e é amado, bem humorado, barbado… trocando em miúdos, “ a carne mais barata do mercado”. Filme em português do Brasil: contém violência, comida, samba, doença, carnaval, intervenção cirúrgica, vergonha, perspicácia e, sobretudo, rabutaia.
Direção: Brenda Lígia
 
TESOUROS DO ARARIPE: OS FÓSSEIS E A COMUNIDADE (PE) – Documentário – 09’08”
Sinopse: Equipe de pesquisadores do PaleoLab vão ao sertão do Araripe com duas missões: escavar fósseis de 115 milhões de anos, e ensinar aos locais como isso pode mudar suas vidas.
Direção: Tito Aureliano
 
AU REVOIR (PE) – Ficção– 20’42”
Sinopse: Um corredor estreito separa e une a vida de duas vizinhas.
Direção: Milena Tirnes
 
SEVERO (PE) – Ficção – 09’50”
Sinopse: Severo tem uma vida Severina. Seu irmão vive do crime e sua mãe não quer que seus filhos frequentem a escola, prefere que ajudem na renda familiar. Enquanto isso, Severo sonha em jogar na seleção. As oportunidades em sua vida lhe reservarão um futuro.
Direção: Danilo Baracho
 
FRASCOS (PE) – Ficção– 08’02”
Sinopse: De forma lúdica, este curta passeia pela necessidade de transcender o cotidiano. Na essência dos frascos estão contidos mistérios que podem ser usados de variadas formas.
Direção: Ariana Nuala
 
 ***************
                                                 
PATROCINADORES
 
O Cine PE 2014 tem como patrocinadores master o BNDES e o Governo de Pernambuco (Empetur). O festival é patrocinado pela Petrobras, Prefeitura do Recife, Stella Artois e tem como co-patrocinadores BNB, Celpe / Neoenergia. Conta ainda com o apoios da Copergás, Fundaj, Canal Brasil, Instituto Cervantes, Copa Airlines, Link Digital, O2 Filmes e Cia Rio; e com promoção da Rede Globo e da Revista de Cinema.