Escolha uma Página

Em um mundo dominado pelo audiovisual – onipresente não apenas nos filmes, seriados, novelas e programas de TV, mas também em propagandas televisivas, plataformas de streaming e nas redes sociais –, é necessário discutir a formação e qualificação dos profissionais da área. Pensando nisso, Sandra Bertini, diretora do Cine PE, convidou o professor Eduardo Cavalcanti e o ex-Secretário do Audiovisual Pedro Henrique Peixoto para ministrarem o workshop “A Importância do Ensino Técnico para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste”.

Em pauta, Cavalcanti, que é editor-chefe do Portal LeiaJá, trouxe para o debate dados importantes sobre como a sociedade consome o audiovisual atualmente. Como exemplo, o professor citou os irmãos-fenômeno do YouTube, Felipe e Luccas Neto, que exibem números de acessos e seguidores capazes de provocar inveja em qualquer programa de televisão. Embora não seja muito conhecido no mundo artístico e nem tenha o canal com maior número de inscritos da plataforma, Luccas Neto é o brasileiro mais assistido por lá.

Eduardo explicou sobre a visão de Felipe e Luccas, que hoje contam com uma equipe de preparação de 22 profissionais – maior até do que a de muitos programas de TV. “A formação e o estudo são necessários para que se entenda o mercado na hora de produzir”, explicou o professor. Pedro Henrique Peixoto, com seu vasto conhecimento em canais televisivos, endossou o debate, trazendo inúmeros depoimentos de experiências vividas por ele. “Não é só a criatividade que faz o sucesso: os profissionais também precisam se reinventar e conhecer o que as pessoas consomem. Não dá para trabalhar com base apenas no que você gosta e no que lhe agrada, o mercado exige mais que isso”, comentou Peixoto.