Contagem regressiva para o Cine PE

A 18ª edição do Cine PE Festival do Audiovisual começa amanhã, às 19h, no Teatro Guararapes, Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon), em Olinda, com uma programação mais enxuta e a participação de filmes de outros países nas mostras competitivas.

Até o próximo dia 1º de maio serão exibidos 27 títulos (13 curtas e 14 longas metragens), sendo 22 filmes nacionais e cinco internacionais. As produções estrangeiras vem da Argentina, Itália, Portugal e Estados Unidos. Dos títulos brasileiros, nove são pernambucanos (um longa e oito curtas). A curadoria do Cine PE foi realizada pelo jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca

Segundo os diretores do Cine PE, Sandra e Alfredo Bertini, as oficinas profissionalizantes, os seminários e as exibições itinerantes serão realizados ainda este ano, mas em outras datas ainda não definidas. “Trata-se de projetos que serão desenvolvidos dentro do ‘guarda-chuva’ do projeto maior que é o Cine PE, mas não estão na programação deste mês e de maio”, explica Alfredo Bertini.

Na exibição, na formação de platéia, na difusão da informação e no treinamento, o Cine PE se tornou o grande encontro dos ‘profissionais da indústria’ e dos ‘apaixonados pela arte’. Na soma das 17 edições anteriores, o festival reuniu um público de 346 mil pessoas, contou com 3.931 filmes inscritos e exibiu 593 curtas-metragens e 254 longas-metragens.

Desde a primeira edição, em 1997, 2.270 pessoas participaram de 57 oficinas e 782 empresas forneceram os serviços ao evento. Entre os convidados do festival, 380 foram artistas e 636 jornalistas.