Diretores de Até a China e O Segredo da Família Urso em debate

A primeira coletiva da manhã de ontem (6) contou com as presenças dos diretores dos curtas-metragens exibidos na noite anterior, Cintia Domit (O Segredo da Família Urso-SC) e Marão (Até a China-RJ). Lírio Ferreira, que dirigiu O Poeta Americano, teve de voltar ao Rio de Janeiro e não pôde participar do debate.

Marão falou sobre a primeira exibição nacional do seu trabalho: “Dá até orgulho de ter tido meu filme dentro daquela sala. O São Luiz é espetacular, belíssimo”, disse. Com 15 minutos de duração, a animação Até a China é baseada em uma experiência do diretor, que ainda assina o roteiro, a direção, a animação e os cenários.  

Cintia Domit ressaltou que flertar com o gênero de suspense e horror foi um processo de experimentação para um futuro trabalho. “Nesta produção, o gênero foi apresentado de forma mais caricata, mais pitoresca. Mas a grande surpresa foi a reação do público diante disso tudo, porque foi a primeira vez que a plateia reagiu como eu esperava. E isso foi bastante interessante”, contou a diretora.

O Segredo da Família Urso se passa nos 70 e faz referência à ditadura militar brasileira, a partir da perspectiva de Georgia, uma menina de oito anos.