Equipe do doc Mães do Pina em entrevista coletiva

Parte da equipe do documentário Mães do Pina, do diretor Leo Falcão, compareceu ao Hotel 7 Colinas, em Olinda, ontem pela manhã para a coletiva de imprensa do Cine PE. Além do diretor, estavam presentes Yakekeré Mãe Joana, Mestre Chacon e a idealizadora da produção, Mestre Mariana.

O documentário, que estreou abertura do festival e foi bem recebido pelo público, mostrou a força das mulheres que controem a identidade cultural e religiosa do bairro do Pina, em Recife. E foi essa leitura da realidade que despertou a curiosidade de quem estava presente na coletiva sobre as histórias de luta, a resistência ao crescimento imobiliário e a diversidade cultural da comunidade.

"Mães do Pina é uma declaração de amor a resistência dessas mulheres que vivem na comunidade. Elas abriram suas vidas, suas casas, falaram de sua fé, porque confiaram no trabalho do Leo Falcão”, contou Mestre Mariana.

Leo Falcão disse que estava agradecido pela receptividade que teve na comunidade. “Não foi só o conteúdo, mas a vivência do aprendizado. Eles são pessoas coerentes com sua palavra e amam sua religião”, contou. Destacou ainda que que discutir o candomblé é uma necessidade pública em meio a tantas atitudes fundamentalistas no nosso cotidiano.