Hereros Angola registra cultura milenar africana

Neste domingo (28), às 15h20, Pernambuco será palco da estreia nacional do documentário Hereros Angola, do fotógrafo Sérgio Guerra e roteiro de Marcelo Luna (co-direção de O Rap do Pequeno Príncipe contra as Almas Sebosas), ambos pernambucanos. O longa será exibido dentro da Mostra Especial Brasil-Angola, no Teatro Guararapes, Centro de Convenções, em Olinda. O acesso será gratuito.

O filme registra o grupo étnico do mesmo nome. Habitantes das terras do sudoeste de Angola e provenientes dos povos bantos, os hereros são donos de uma tradição ancestral que é passada oralmente de pais para filhos.

O doc mostra o conhecimento vivo destes povos, em constante movimento: do nascimento à morte, atravessando os mais importantes aspectos da ancestralidade, que mantêm essa milenar cultura de pé e que agora ganha novos sentidos através da câmera cinematográfica.

Os planos levam a territórios improváveis da experiência humana, que aos olhos externos podem parecer somente exóticos. Através de um convívio intenso com esses povos, Sérgio Guerra mostra um presente, que não só reflete o passado, mas eterniza uma cultura quase sem registros.

O documentário vem enriquecer um projeto maior concebido por Sérgio Guerra, formado por um livro de fotografias (já lançado), uma série de exposições fotográficas que já atingiram mais de 300 mil espectadores no Brasil e na Europa, além de um CD com registros musicais dos ritos hereros captados em campo, sem intervenções. As imagens foram captadas entre 2009 e 2012. Hereros Angola foi finalizado em HD Full e película 35 mm.

FICHA TÉCNICA:

Direção: Sérgio Guerra
Roteiro: Marcelo Luna
Produção: Vanessa Francisco
Fotografia: Hamilton Oliveira
Montagem: Marcelo Luna e Mariana Valença
Trilha Sonora: Bira Marques
Edição de Som: Catarina Apolonio
Direção de Arte: Renato Barreto
Animação: Renato Barreto