Lázaro Ramos e Lula Buarque durante entrevista coletiva

Foi em clima de descontração que aconteceu nesta manhã a entrevista coletiva do filme O Vendedor de Passados, com o diretor Lula Buarque e o ator Lázaro Ramos. O longa-metragem foi exibido pela primeira vez no país ontem à noite, no Cine São Luiz, com lotação esgotada.

Durante o bate-papo, o ator falou sobre suas referências artísticas, admiração pela inquietude do cinema pernambucano e seu planejamento de dirigir em breve alguma produção. Ele ainda recordou do tempo que morou no Recife, quando integrou o elenco da peça A Máquina, de João Falcão. “Eu me lembro de muita coisa. É uma relação afetiva com a cidade. Até porque foi aqui que bateu aquele sentimento de valorização da cultura popular”, contou Lázaro.

A ficção O Vendedor de Passados, que tem estreia nos cinemas prevista para 21 deste mês, Vicente (Lázaro Ramos) é um carioca que tem um jeito inusitado de ganhar a vida: vender passados. Para isso, utiliza-se de documentos, fotos e vídeos para recriar a vida pregressa de seus clientes, de acordo com suas demandas. Um dia, é procurado por uma mulher misteriosa (Alinne Moraes), que sem dizer nada sobre sua vida, encomenda um passado.

O filme é baseado livremente na obra literária homônima do escritor angolano José Eduardo Agualusa.