Longa carioca Muitos Homens num Só foi o grande vencedor da noite

A 18ª edição do Cine PE Festival do Audiovisual foi encerrada hoje à noite, no Teatro Santa Isabel, no centro do Recife, em cerimônia rápida e ‘silenciosa’. O tom foi de informação e não festividade por causa das homenagens póstumas ao jornalista e crítico de cinema do jornal baiano A Tarde, João Sampaio, falecido na manhã de hoje, no Recife; ao ator, crítico e cineasta José Wilker; e aos 50 anos do filme Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha.

 Na ocasião, foram divulgados os filmes premiados da Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional (veja relação no final do release), disputada por seis filmes, sendo dois estrangeiros, uma produção Brasil/Chile e três brasileiros. O grande vencedor da noite foi o longa carioca Muitos Homens num Só, com direção de Mini Kerti, que ganhou dez prêmios, inclusive de melhor filme e melhor direção. O filme Romance Policial, de Jorge Durán, levou três prêmios, entre eles o de melhor fotografia.  

A Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional teve como júri o jornalista e crítico de cinema paulista Marcos Petrucelli; o diretor Geral da Brazilian World Cinema, produtor e locutor do Kinoscope, o carioca Fabiano Canosa; o diretor, roteirista e produtor cinematográfico paulista Francisco Ramalho Junior; o distribuidor e produtor independente Marco Aurélio Marcondes; e o jornalista, pesquisador e crítico de cinema, o gaúcho Marcos Santuário.

Durante as mostras competitivas de filmes, realizadas de 26 de abril até ontem (1º de maio), no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções, foram exibidos 27 títulos (13 curtas e 14 longas metragens), sendo 22 filmes nacionais e cinco internacionais. As produções estrangeiras foram originárias da Argentina, Itália, de Portugal e dos Estados Unidos. Dos títulos brasileiros, nove foram pernambucanos (um longa e oito curtas).

A curadoria do Cine PE foi realizada pelo jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca  A atriz Laura Cardoso, também homenageada no evento, recebeu o troféu Calunga de Ouro na terça-feira passadda (29/abril).

Confira a premiação da Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional:
(Longas-Metragens)

-Melhor Filme: Muitos Homens num Só (RJ-Brasil)
-Melhor Direção: Mini Kerti (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Roteiro: Leandro Assis (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Fotografia: Luis Abramo (Romance Policial/Brasil)
-Melhor Montagem: Mirco Garrone (Anni Felici/Itália)
-Melhor Edição de Som: Tomás Além (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Trilha Sonora: Dado Vilalobos (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Direção de Arte: Kiti Duarte ((Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)  
-Melhor Ator: Vladmir Brichta (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Atriz: Alice Braga (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Ator Coadjuvante: Alvaro Rudolphy (Romance Policial/Brasil) e Pedro Brício (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Atriz Coadjuvante: Roxana Campos (Romance Policial/Brasil) e Pia Engleberth (Anni Felice/Itália)
-Prêmio Júri Popular: Muitos Homens num Só (RJ-Brasil), com direção de Mini Kerti
-Prêmio ABRACINE:  E Agora? Lembra-me (Portugal)-

-Menção Honrosa: O Menino no Espelho (MG/Brasil), de Guilherme Fiúza Zenha, por ampliar a proposta de uma produção brasileira que destaca fatos da história nacional para um público infantil.

-Menção Honrosa: Para o elenco infantil dos filmes Anni Felici (Itália), de Daniele Lucheti, e O Menino no Espelho (MG/Brasil), de Guilherme Fiúza Zenha em especial para Lino Facioli.

-Menção Honrosa: Para o filme Mundo Deserto de Almas Negras, de Ruy Veridiano (SP/Brasil) pela inventividade e ousadia ao construir um filme que utiliza o espírito DJ na construção de sua narrativa.
 
CONTATOS PARA ENTREVISTAS:

*Alfredo Bertini, produtor cultural e diretor do Cine PE Festival do Audiovisual Tels.: 0XX81-3461.2765/3773. Cels.: 0XX81-9292.1469

* Sandra Bertini, produtora cultural e diretora do Cine PE Festival do Audiovisual Tels.: 0XX81-3461.2765/3773 e 9212.7723

MAIS INFORMAÇÕES:
 
Ariane Costa
81-3103.3773/9974.2754
ariane@officinadetexto.com.br

Danielle Freire
81-3038.6144/9934.3064
daniellecfreire@gmai.com

Paloma Immisch
81-3038.6144/9165.3861
Paloma.immish@gmail.com

A 18ª edição do Cine PE Festival do Audiovisual foi encerrada hoje à noite, no Teatro Santa Isabel, no centro do Recife, em cerimônia rápida e ‘silenciosa’. O tom foi de informação e não festividade por causa das homenagens póstumas ao jornalista e crítico de cinema do jornal baiano A Tarde, João Sampaio, falecido na manhã de hoje, no Recife; ao ator, crítico e cineasta José Wilker; e aos 50 anos do filme Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha.

 Na ocasião, foram divulgados os filmes premiados da Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional (veja relação abaixo), disputada por seis filmes, sendo dois estrangeiros, uma produção Brasil/Chile e três brasileiros. O grande vencedor da noite foi o longa carioca Muitos Homens num Só, com direção de Mini Kerti, que ganhou dez prêmios, inclusive de melhor filme e melhor direção. O filme Romance Policial, de Jorge Durán, levou três prêmios, entre eles o de melhor fotografia.  

A Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional teve como júri o jornalista e crítico de cinema paulista Marcos Petrucelli; o diretor Geral da Brazilian World Cinema, produtor e locutor do Kinoscope, o carioca Fabiano Canosa; o diretor, roteirista e produtor cinematográfico paulista Francisco Ramalho Junior; o distribuidor e produtor independente Marco Aurélio Marcondes; e o jornalista, pesquisador e crítico de cinema, o gaúcho Marcos Santuário.

Durante as mostras competitivas de filmes, realizadas de 26 de abril até ontem (1º de maio), no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções, foram exibidos 27 títulos (13 curtas e 14 longas metragens), sendo 22 filmes nacionais e cinco internacionais. As produções estrangeiras foram originárias da Argentina, Itália, de Portugal e dos Estados Unidos. Dos títulos brasileiros, nove foram pernambucanos (um longa e oito curtas).

A curadoria do Cine PE foi realizada pelo jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca  A atriz Laura Cardoso, também homenageada no evento, recebeu o troféu Calunga de Ouro na terça-feira passadda (29/abril).

Confira a premiação da Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional:
(Longas-Metragens)

-Melhor Filme: Muitos Homens num Só (RJ-Brasil)
-Melhor Direção: Mini Kerti (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Roteiro: Leandro Assis (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Fotografia: Luis Abramo (Romance Policial/Brasil)
-Melhor Montagem: Mirco Garrone (Anni Felici/Itália)
-Melhor Edição de Som: Tomás Além (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Trilha Sonora: Dado Vilalobos (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Direção de Arte: Kiti Duarte ((Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)  
-Melhor Ator: Vladmir Brichta (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Atriz: Alice Braga (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Ator Coadjuvante: Alvaro Rudolphy (Romance Policial/Brasil) e Pedro Brício (Muitos Homens num Só/RJ-Brasil)
-Melhor Atriz Coadjuvante: Roxana Campos (Romance Policial/Brasil) e Pia Engleberth (Anni Felice/Itália)
-Prêmio Júri Popular: Muitos Homens num Só (RJ-Brasil), com direção de Mini Kerti
-Prêmio ABRACINE:  E Agora? Lembra-me (Portugal)-

-Menção Honrosa: O Menino no Espelho (MG/Brasil), de Guilherme Fiúza Zenha, por ampliar a proposta de uma produção brasileira que destaca fatos da história nacional para um público infantil.

-Menção Honrosa: Para o elenco infantil dos filmes Anni Felici (Itália), de Daniele Lucheti, e O Menino no Espelho (MG/Brasil), de Guilherme Fiúza Zenha em especial para Lino Facioli.

-Menção Honrosa: Para o filme Mundo Deserto de Almas Negras, de Ruy Veridiano (SP/Brasil) pela inventividade e ousadia ao construir um filme que utiliza o espírito DJ na construção de sua narrativa.