Programação infantil contribui para formação de plateia

A Mostra de Cinema Infantil, voltada para alunos de escolas públicas das redes estadual e municipal de ensino, será realizada nos dias 5 e 6 de maio, às 9h, no Cinema São Luiz, no bairro da Boa Vista.  “Trata-se de uma contrapartida social do projeto Cine PE, que há anos nos enche de orgulho. Muitas dessas crianças nunca foram ao cinema e é muito gratificante ‘abri essa janela’”, explica a diretora do Cine PE, Sandra Bertini.

Este ano, a garotada terá o oportunidade de conferir os longas-metragens Amazônia, de Thierry Ragobert, e Minhocas, de Arthur Nunes e Paolo Conti. O acesso às exibições é gratuito e restrito aos grupos de alunos das escolas definidas pelas secretarias de Educação do Governo do Estado e  da Prefeitura do Recife.

ECOAVENTURA-Amazônia é uma ficção/animação infantil franco-brasileira (a primeira de Thierry) que traz, com a tecnologia 3D, a fauna da Floresta Amazônica. O projeto, que levou três anos para ser desenvolvido, teve a consultoria do reconhecido fotógrafo de natureza Araquém Alcântara. O filme foi exibido no Festival do Rio em 2013.

O longa-metragem é uma ecoaventura contada sob o ponto de vista de um macaco-prego (Castanha) nascido e criado em cativeiro. Com a queda do avião que o transportava, o pequeno macaco se sente desamparado diante de um mundo totalmente novo. Daí, começa a sua aventura em busca de uma nova liberdade, protegendo-se das armadilhas da natureza e se divertindo com descobertas incríveis.

STOP MOTION-Planejado de olho no mercado internacional, a também ficção/animação infantil Minhocas usa a técnica de stop motion para se diferenciar das milionárias produções norte-americanas feitas em animação computadorizada. O filme é objetivamente voltado para o público infantil. Narra uma história curiosa que passa por questões importantes, como a luta de classes e omerchandising explícito trazido pela televisão.

O destaque maior fica por conta dos vilões o tatu bola que arquiteta um plano maquiavélico para dominar as minhocas, e os integrantes da Gangue da Lama. O ator  Daniel Boaventura brilha como o dublador de Big Wig.

A Mostra Infantil tem o apoio cultural da VITARELLA com a doação dos biscoitos para o lanche dos alunos, oferecido nos intervalos das exibições.