Release 02-Cine PE chega à 19ª edição e volta o Cinema São Luiz

O Cine PE chega à 19ª edição com novidades. O festival muda de endereço e volta para o clássico Cinema São Luiz, onde foi realizado em seu lançamento, em 1997. Os longas de ficção e documentários voltam a competir juntos, na Mostra Competitiva de Longas-Metragens, que reúne sete filmes nacionais e estrangeiros, com diversas estreias no Brasil, entre elas aguardadas produções pernambucanas. A Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Pernambucanos apresenta sete filmes e a Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais, nove. Fora de competição e em sua primeira exibição no Brasil, “O Exótico Hotel Marigold 2” abre o festival no dia 2 de maio, com a presença já confirmada do diretor inglês John Madden.

Todas as sessões e a cerimônia de encerramento serão no Cine São Luiz, construído em 1952 no bairro de Boa Vista, às margens do Rio Capibaribe. Tombado como patrimônio histórico e revitalizado em 2008, é um dos últimos grandes cinemas de rua do país e tem capacidade para mil pessoas. A sede do festival será no Hotel 7 Colinas, em Olinda, onde acontecerão os debates e seminários.

Realizado por Alfredo Bertini e Sandra Bertini, sócios da produtora BPE, o 19º Cine PE tem curadoria do jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca (longas e curtas), que contou com a colaboração do professor e crítico Diogo Mendes na seleção de curtas. Alfredo Bertini reforça que a vocação do Cine PE consiste na celebração do cinema de forma plural, com produções que buscam uma identificação direta com o espectador, mas sem abrir mão dos filmes autorais.

“Tivemos recorde de inscrições com mais de 720 títulos registrados e analisados. Mantivemos a preocupação com o destaque para as produções de Pernambuco, mas nos eximimos do processo de escolha dos títulos inscritos para as mostras competitivas, inclusive a pernambucana, deixando a curadoria com total independência”, diz o diretor do Cine PE.

Sete longas foram selecionados para a mostra competitiva, um deles de Portugal. Serão quatro ficções – “O Vendedor De Passados”, de Lula Buarque de Hollanda; “Permanência”, de Leonardo Lacca; “O Amuleto”, de Jeferson De; e “Cavalo Dinheiro”, do português Pedro Costa, e três documentários – “Mães Do Pina” , de Leo Falcão; “Aqui Deste Lugar”, de Sérgio Machado e Fernando Coimbra; e O Gigantesco Ímã”, de Petrônio Lorena e Tiago Scorza.  (veja abaixo a lista completa).

"No esforço de se repensar como evento cultural de relevância nacional, o Cine PE 2015 vem cortejar a safra de novos realizadores de seu estado, ampliando ao máximo o colorido pernambucano nas diferentes sessões, sem abrir mão de um esforço de internacionalização. Para isso, contamos com a presença de um dos mais respeitados diretores do planeta na atualidade, o cineasta português Pedro Costa. Além de Pedro, Madden, realizador de sucesso popular, vem abrir o festival com um exercício de bom humor e refinamento visual", diz o curador do festival, Rodrigo Fonseca. 

Homenagens – Por sua contribuição ao audiovisual, o Cine PE homenageará o cantor pernambucano Alceu Valença, diretor do longa “A Luneta do Tempo”, que será exibido fora de competição na noite de encerramento; e a atriz baiana Helena Ignez, musa de diferentes gerações de realizadores, do Cinema Novo ao Novíssimo Cinema, pelo conjunto de sua obra. O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e o escritor Ariano Suassuna, ambos mortos em 2014, serão laureados na noite de abertura do festival.

Troféu Calunga – O Troféu Calunga é oferecido aos vencedores das mostras competitivas de curtas e longas-metragens. A “Calunga” representa a boneca carregada pela sacerdotisa dos cultos afro-brasileiros durante a apresentação do Maracatu. Ela faz parte das cerimônias religiosas, onde recebe o nome de uma princesa e representa uma divindade expressando um objeto de força e proteção. O Troféu Calunga é uma criação da artista plástica Juliana Notari.

Premiações – De acordo com o regulamento do Cine PE, são 12 categorias de prêmios para a Mostra Competitiva de Longas-Metragens: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, atriz e ator. Os filmes da Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais serão julgados em dez categorias: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator e atriz. Os títulos da Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Pernambucanos disputam a Calunga de filme e direção. Haverá um júri único para todas as categorias – os nomes dos jurados serão divulgados em breve.

Ingressos – Os ingressos para as sessões do 19º Cine PE custarão R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). A bilheteria será de responsabilidade do Cinema São Luiz, e o faturamento revertido para a manutenção do espaço. Haverá vendas antecipadas, nas bilheterias do Cinema São Luiz. 

Oficina e itinerância – Este ano, serão realizadas Oficinas de Stop Motion para cerca de 100 alunos da rede pública da Prefeitura do Recife. As aulas começarão no final deste mês (abril) e resultarão em quatro filmes. A Mostra Itinerante ocorrerá a partir de junho deste ano nas comunidades do entorno de SUAPE.

Patrocinadores – O 19º Cine PE tem patrocínios da Empetur/Governo do Estado de Pernambuco, do BNDES, da Prefeitura do Recife e da Petrobras.

OS FILMES DO CINE PE 2015

LONGAS-METRAGENS

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS

O GIGANTESCO ÍMÃ (Brasil – PE) – Doc – 72’ – Direção: Petrônio Lorena e Tiago Scorza

CAVALO DINHEIRO (Portugal) – Ficção – 104’ – Direção: Pedro Costa

O VENDEDOR DE PASSADOS (Brasil – RJ) – Ficção – 85’ – Direção: Lula Buarque de Hollanda.

AQUI DESTE LUGAR (Brasil – SP) – Doc – 87’ – Direção: Sérgio Machado e Fernando Coimbra

PERMANÊNCIA (Brasil – PE) – Ficção – 84’ – Direção: Leonardo Lacca

O AMULETO (Brasil – SP) – Ficção – 85’ – Direção: Jeferson De

MÃES DO PINA (Brasil – PE) –Documentário – 86’ – Direção: Leo Falcão

 

MOSTRA ESPECIAL (Fora de competição)

O EXÓTICO HOTEL MARIGOLD 2 (Reino Unido/EUA) – Ficção – 122’ –  Direção: John Madden

A LUNETA DO TEMPO (Brasil – RJ) – Ficção – 100’ – Direção: Alceu Valença

 

MOSTRA DE CINEMA INFANTIL  (Sessões gratuitas para alunos da Rede Estadual de Pernambuco e da Rede Municipal do Recife)

AMAZÔNIA – Ficção Infantil – 78’ – Direção: Thierry Ragobert

MINHOCAS – Ficção Infantil –  80’ – Direção: Arthur Nunes e Paolo Conti

 

CURTAS-METRAGENS

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS NACIONAIS

BAJADO (PE) – Documentário – 19’ 30” – Direção: Marcelo Pinheiro

PALACE HOTEL (MG) – Documentário – 5’ – Direção: Cao Guimarães

O SEGREDO DA FAMÍLIA URSO (SC) – Ficção – 20’ – Direção: Cíntia Domit Bittar

ATÉ A CHINA (RJ) – Animação – 15’ – Direção: Marão

VESTIBULAR (SP) – Ficção – 22’ – Direção: Toti Loureiro e Ruy Prado

COMO SÃO CRUÉIS OS PÁSSAROS DA ALVORADA (SP) – Ficção – 22’ – Direção: João Toledo

ALEGRIA (PR) – Ficção – 22’ – Direção: Hsu Chien Hsin

SIMULACRO (RJ) – Ficção – 09’15” – Direção: Miguel Moura

FIM DE SEMANA (CE) – Documentário – 25’ – Direção: Pedro Diógenes e Ivo Lopes Araújo

 

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS PERNAMBUCANOS

XIRÊ (PE) – Ficção – 16’28’’ – Direção: Marcelo Pinheiro

BRÓCOLIS (PE) – Ficção – 13’ – Direção: Valentina Homem

O GAIVOTA (PE) – Animação – 07’ – Direção: Raoni Assis

HISTÓRIA NATURAL (PE) – Ficção – 12’ – Direção: Júlio Cavani

SALU E O CAVALO MARINHO (PE) – Animação – 13’35” – Direção: Cecília da Fonte

O POETA AMERICANO (PE) – Doc – 10’–  Direção: Lírio Ferreira

ENCANTADA (PE) – Ficção – 11’18” – Direção: Lia Letícia