Release 03-Seleção dos filmes das mostras competitivas da edição 2013

A BPE (Bertini Produções e Eventos), empresa que realiza o Cine PE Festival do Audiovisual, anuncia o resultado da seleção dos 25 filmes (18 curtas e sete longas metragens) que irão concorrer ao Troféu Calunga, premiação oficial do festival, nas Mostras Competitivas de Curtas e Longas Metragens.

O festival, que nesta edição e na próxima (2014) terá como tema ‘Brasil, país do futebol e do cinema’, será realizado de 26 do próximo mês (abril) a 2 de maio, no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon). Os filmes em competição serão exibidos até o dia 1º de maio. A noite de encerramento do Cine PE (2/5), como na edição anterior, será reservada à cerimônia de premiação e à exibição de um filme hors concours.  

O títulos da Mostra Competitiva de Longas Metragens, todos inéditos no circuito de festivais e com primeira exibição pública no Cine PE, são: as ficções paulista Aos Ventos que Virão, com direção de Hermano Penna; e as cariocas Bonitinha, mas Ordinária, de Moacyr Goes; Giovanni Improtta, de José Wilker; e Vendo ou Alugo, de Betse de Paula; e os documentários paulista Mazzaropi, de Celso Sabadin; e Orgulho de Ser Brasileiro, de Adalberto Piotto; e o único título pernambucano Rio Doce-CDU, de Adelina Pontual. 

Entre os filmes da Mostra Competitiva de Curtas Metragens (relação no final do release), três títulos são animações; oito, ficções; e sete, documentários. A grade competitiva será formada por 03 produções de Pernambuco, todas documentários; 08 de São Paulo; 03 do Rio de Janeiro; 02 de Minas Gerais; 01 da Bahia; e 01 de Alagoas.  A íntegra do regulamento das mostras competitivas do Cine PE 2013 pode ser acessada no site do evento (www.cine-pe.com.br).

EXIBIÇÃO-Bertini ressalta que o formato de exibição utilizado será unicamente o do sistema H264 e que os selecionados deverão estar atentos às datas de envio da remessa em HD e das cópias em 35 mm. “Nosso intuito é evitar problemas técnicos. Com o sistema H264, temos a opção de fazer correções, caso necessárias. Portanto, o material em HD precisa ser antecipado para que tenhamos tempo de ajustá-lo ao equipamento de projeção”.

O diretor diz que os testes finais com o material em HD serão feitos antes do período do festival, em datas e horários comunicados com antecedência. O evento será responsável pelos custos com o deslocamento de um membro da equipe do filme para esse fim. 

 “Com os filmes em HD testados e aprovados, antes do festival e em comum acordo, não serão permitidas intervenções posteriores porque a cabine de projeção durante o evento será inviolável”, frisa Bertini. Os testes com as cópias em 35 mm serão feitos nos dias das exibições dos filmes.  

JÚRI OFICIAL- A comissão de jurados das mostras competitivas de curtas e longas metragens é formada por André Moraes, músico e diretor de cinema; Eduardo Bueno, jornalista, escritor e 

roteirista; José Luiz Villamarim, diretor de TV e Cinema;  Marcus Ligocki, produtor e roteirista; Pedro Pablo Lazzarini, diretor de Fotografia e presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Cinematográfica; e pela produtora Ruth Albuquerque. A direção do Cine PE divulgará ainda um sétimo nome para fechar o júri.

De acordo com o regulamento do Cine PE, no que diz respeito aos longas metragens em competição, serão contemplados com honraria máxima do festival _ o troféu Calunga, criado pela artista plástica pernambucana Juliana Notari _ os melhores ‘Longa-Metragem’, ‘Direção’, ‘Roteiro’, ‘Fotografia’, ‘Edição de som’, ‘Montagem’, ‘Trilha sonora’, ‘Direção de arte’, ‘Ator’, ‘Atriz’, ‘Ator coadjuvante’, ‘Atriz coadjuvante’, totalizando 12 prêmios. 

Em relação à competição de curtas metragens, os vencedores serão premiados como ‘Melhor Filme’, ‘Melhor Direção’, ‘Melhor Roteiro’, ‘Melhor Fotografia’, Melhor Montagem’, ‘Melhor Edição de Som’, ‘Melhor Trilha Sonora’, ‘Melhor Direção de Arte’, ‘Melhor Ator’ e ‘Melhor Atriz’, totalizando 10 prêmios. Não haverá diferença de categoria (ficção, doc e animação), portanto. Haverá ainda as premiações concedidas por instituições parceiras do evento.

A exemplo das duas edições anteriores do evento, será mantida a formação de um júri popular composto por 60 pessoas escolhidas a partir de uma amostragem de público do festival. Elas votarão através do site a partir de uma senha pessoal. Segundo a Direção do Cine PE, as premiações em serviços e dinheiro oferecidas pelos parceiros do festival deverão ser mantidas, mas ainda estão em processo de negociação.

HOMENAGENS- Os homenageados desta edição do festival serão a atriz Marieta Severo, o diretor Silvio Tendler e o Canal 100, fundado por Carlos Niemayer e que possui o maior acervo cinematográfico do futebol brasileiro. Os homenageados confirmaram presença no palco do festival para receber a Calunga dourada. 

Marieta Severo, atriz de cinema, teatro e televisão, tem mais de 37 filmes no currículo, entre eles, Quincas Berro D’Água (2010); A Grande Família (2007); Cazuza (2004); Carlota Joaquina, Princesa do Brasil (1995); e Bye Bye Brasil (1979). 

O documentarista Silvio Tendler, que produziu cerca de 40 filmes, é detentor das três maiores bilheterias de documentários na história do cinema brasileiro: O Mundo Mágico dos Trapalhões (1 milhão e 800 mil espectadores), Jango (1 milhão de espectadores) e Anos JK (800 mil espectadores).

INGRESSOS-Os ingressos eletrônicos para as Mostras Competitivas, no Cecon, serão vendidos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia entrada). A cada ingresso vendido, um real será destinado à Associação Pernambucana de Apoio aos Doentes do Fígado (APAF). Serão colocados à venda dois mil bilhetes por noite. 

Como em edições anteriores, haverá vendas antecipadas, a partir da segunda quinzena do próximo mês (abril) nas lojas Mania BR de postos BR em Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. 

Os endereços serão informados posteriormente através do site do festival. No período do Cine PE, as bilheterias do Teatro Guararapes serão outra opção de ponto para compra dos ingressos.  O acesso para as mostras paralelas, como Mostra Pernambuco, serão gratuitos.  A grade de programação geral do Cine PE será divulgada até o dia 16 de abril. 

PATROCÍNIO-A 17a edição do Cine PE Festival do Audiovisual tem os patrocínios do Governo do Estado de Pernambuco, através da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), da Petrobras, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) e da AMBEV, com a marca Stella Artois. 

Os copatrocínios são assinados pela Prefeitura da Cidade do Recife, pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e pela Souza Cruz.O apoio comercial é da COPERGÁS e da Federação das Indústrias do Estado de Pernabuco (Fiepe). O festival conta com os apoios institucionais do Canal Brasil, Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Federação Pernambucana de Futebol e da Fundação Gilberto Freyre. 

O evento tem ainda os apoios técnicos da Link Digital e da Mistika, e a promoção da Globo Nordeste e Revista de Cinema. A VITARELLA-Treloso e a Garra Team assinam como colaboradores do Cine PE, que tem o Incentivo do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet e do Fundo Nacional de Cultura. A realização é da Bertini Produções e Eventos (BPE).

 

* Relação dos filmes selecionados para a Mostra Competitiva de Curtas Metragens:
(em ordem alfabética)

– 12:40  (AL), ficção, 13’. Direção: Dário Jr
– A Galinha que Burlou o Sistema (SP), ficção, 15’. Direção:  Quico Meirelles
– A Guerra dos Gibis  (SP), documentário,  15’. Direção: Thiago Mendonça e Rafael Terpins 
– À Luz do Dia (RJ), documentário, 6’ 50”. Direção: Joana Nin
– Alexina – Memórias de um Exílio (PE), documentário, 25’. Direção: Cláudio Bezerra e Stella Maris Saldanha
– Aluga-se (SP), ficção, 15’. Direção: Marcela Lordy
– Cadê meu rango? (SP), animação, 4’15”. Direção: George Daminani
– Colinas como Elefantes Brancos (SP), ficção, 15’. Direção: Melissa Gava 
– Confete (RJ), documentário, 15’. Direção: Jo Serfaty e Mariana Kaufman
– Desvelo (BA), ficção, 15’ 10”. Direção: Clarissa Rebouças
– Íris (SP), ficção, 14’ 22”. Direção: Kiko Mollica
– Joana (MG), animação, 6’. Direção: Daniel Pinheiro Lima 
– Linear  (SP), animação, 6’. Direção: Amir Admoni
– O Fim do Filme (SP), ficção, 15’. Direção: André Dib
– Os Contratadores (MG), ficção, 19’. Direção: Evandro Rogers e Marcus Nascimento
– Sagatio, Histórias de Cinema (PE), documentário, 20’. Direção: Amaro Filho
– Três no Tri (RJ), documentário, 15’. Direção: Eduardo Souza Lima
– Urânio Picuí (PE), documentário, 15’. Direção: Antonio Carrilho e Tiago Melo

CONTATOS PARA ENTREVISTAS:

*Alfredo Bertini, produtor cultural e diretor do Cine PE Festival do Audiovisual
Tels.: 0XX81-3461.2765/3773. Cels.: 0XX81-9292.1469/7811.8129
•    Sandra Bertini, produtora cultural e diretora do Cine PE Festival do Audiovisual 
Tels.: 0XX81-3461.2765/3773 e 9212.7723/7811.8130 (Sandra Bertini) 

MAIS INFORMAÇÕES:

Assessoria de Imprensa em Pernambuco
Officina de Texto/Ariane Costa
81-3038.6144/9974.2754
ariane@officinadetexto.com.br