Saiba quais são os profissionais que decidirão quem levará o Troféu Calunga

A comissão de jurados das mostras competitivas de curtas e longas metragens é formada por José Luiz Villamarim, diretor de TV e Cinema;  Marcus Ligocki, produtor e roteirista; Pedro Pablo Lazzarini, diretor de Fotografia e presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Cinematográfica; pela produtora Ruth Albuquerque; a atriz Paula Burlamaqui; o jornalista, produtor e diretor Beto Souza; e o jornalista, roteirista e escritor Cleodon Pedro Coelho.

Compõem o júri da Mostra Pernambuco de Curtas Digitais,  produtora e empresária Edna Fujii, a atriz e produtora Mallu Moraes e o jornalista e crítico de cinema Marcos Santuário.

De acordo com o regulamento do Cine PE, no que diz respeito aos longas metragens em competição, serão contemplados com honraria máxima do festival _ o troféu Calunga, criado pela artista plástica pernambucana Juliana Notari _ os melhores ‘Longa-Metragem’, ‘Direção’, ‘Roteiro’, ‘Fotografia’, ‘Edição de som’, ‘Montagem’, ‘Trilha sonora’, ‘Direção de arte’, ‘Ator’, ‘Atriz’, ‘Ator coadjuvante’, ‘Atriz coadjuvante’, totalizando 12 prêmios.

Em relação à competição de curtas metragens, os vencedores serão premiados como ‘Melhor Filme’, ‘Melhor Direção’, ‘Melhor Roteiro’, ‘Melhor Fotografia’, Melhor Montagem’, ‘Melhor Edição de Som’, ‘Melhor Trilha Sonora’, ‘Melhor Direção de Arte’, ‘Melhor Ator’ e ‘Melhor Atriz’, totalizando 10 prêmios. Não haverá diferença de categoria (ficção, doc e animação), portanto. Haverá ainda as premiações concedidas por instituições parceiras do evento.

A exemplo das duas edições anteriores do evento, será mantida a formação de um júri popular composto por 60 pessoas escolhidas a partir de uma amostragem de público do festival. Elas votarão através do site a partir de uma senha pessoal. Segundo a Direção do Cine PE, as premiações em serviços e dinheiro oferecidas pelos parceiros do festival deverão ser mantidas, mas ainda estão em processo de negociação.

O Cine PE será realizado da próxima sexta-fera (26) a 2 de maio, no Teatro Guararapes, Centro de Convenções, em Olinda.