Rodrigo Santoro fala sobre carreira no exterior em coletiva do Cine PE

Rodrigo Santoro fala sobre carreira no exterior em coletiva do Cine PE

Rodrigo Santoro fala sobre carreira no exterior em coletiva do Cine PE

A produção do Cine PE – Festival do Audiovisual promoveu, na tarde do último sábado (02), uma coletiva de imprensa com o ator Rodrigo Santoro, no Hotel Nobile Executive, em Boa Viagem. Um dos homenageados da 22ª edição do evento, Santoro esteve pela primeira vez no festival em 2001, ano em que foi agraciado com o prêmio de Melhor Ator por sua performance no elogiado “Bicho de Sete Cabeças”, de Laís Bodanzky. Em 2007, o astro retornou ao Cine PE, dessa vez representando o drama brasileiro “Não Por Acaso”, escrito e dirigido por Philippe Barcinski. Desta vez, Santoro desembarcou no Recife para receber a honraria máxima do festival, o Troféu Calunga de Ouro, prêmio comemorativo de sua carreira no cinema.

Calmo, voz mansa, Rodrigo participou do debate com jornalistas, fãs e produtores do audiovisual durante cerca de uma hora. A conversa girou em torno de sua carreira, novos projetos e bastidores das filmagens em Hollywood. Lembrado de quando pediu afastamento da novela “Mulheres Apaixonadas”, de Manoel Carlos, para se lançar na carreira internacional, após três sucessos consecutivos no cinema – o próprio “Bicho de Sete Cabeças”, “Abril Despedaçado”, de Walter Salles, e “Carandiru”, de Hector Babenco -, Rodrigo explicou que tudo foi uma questão circunstancial. “Em nenhum momento foi uma decisão pensada porque eu queria fazer sucesso no exterior. Eu não saí com uma mochila nas costas dizendo ‘Vou para Hollywood’, até mesmo porque eu estava em um momento realmente fértil da minha carreira aqui. Não me faltava nada para eu ter que buscar fora, as coisas aconteceram e me levaram até ali”, esclareceu.

Em outro momento de destaque do bate-papo, Santoro contou sobre os bastidores de um filme que descreveu como um dos trabalhos mais difíceis de seu currículo, o americano “300”, de Zack Snyder. “Eu chegava no set e éramos eu, o diretor, a equipe de filmagem e produção, e um estúdio cheio de paredes verdes. Eu contracenava com uma fita crepe no chão, ou, sei lá, com a sandália de alguém. Tudo o que vocês viram no cinema foi montado na pós-produção. Se tinha uma cena em que o Xerxes estava falando com outro personagem, tinha um ponto no meu ouvido, com alguém lendo o texto do outro ator, e eu precisava fingir que ele estava ali”, lembrou.

Após a conversa, Rodrigo participou de uma sessão de fotos com a imprensa e fãs. O astro fez questão de chegar ao Cinema São Luiz, onde estão acontecendo as mostras de curtas e longas-metragens, antes do início da programação. Em seu discurso de agradecimento pela homenagem, o ator começou parabenizando os curtas exibidos durante a noite: “Como é bom assistir curta-metragem”.

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

A 23ª edição do Cine PE chegou ao fim na noite deste domingo (4), no Cinema São Luiz, e consagrou o documentário “Espero Tua (Re)Volta” como o Melhor Longa-Metragem escolhido pelo Júri Oficial do evento. O filme, de Eliza Capai, reflete, a partir do olhar de três...

Patrocinadores

Patrocinador Público Direto

Exibidor Oficial

Apoio Cultural

Realização

Cine PE promove workshop em parceria com PortoMídia

Cine PE promove workshop em parceria com PortoMídia

Cine PE promove workshop em parceria com PortoMídia

Cine PE – Festival do Audiovisual, em parceria com o PortoMídia, deu início, na tarde deste sábado (02), ao Workshop de Ilustração Digital Aplicada ao Ambiente Cinematográfico. O curso, com duração de dois dias, é ministrado pelo professor, designer e ilustrador Erick Frantto. Ao total, 25 alunos foram contemplados com a oficina, que acontece até este domingo (03), das 14h às 18h, no Hotel Nobile Executive, em Boa Viagem.

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

A 23ª edição do Cine PE chegou ao fim na noite deste domingo (4), no Cinema São Luiz, e consagrou o documentário “Espero Tua (Re)Volta” como o Melhor Longa-Metragem escolhido pelo Júri Oficial do evento. O filme, de Eliza Capai, reflete, a partir do olhar de três...

Patrocinadores

Patrocinador Público Direto

Exibidor Oficial

Apoio Cultural

Realização

Em coletiva do Cine PE, Cássia Kis dá uma aula sobre o cinema e a vida

Em coletiva do Cine PE, Cássia Kis dá uma aula sobre o cinema e a vida

Em coletiva do Cine PE, Cássia Kis dá uma aula sobre o cinema e a vida

O terceiro dia da programação do Cine PE – Festival do Audiovisual começou, como de costume, com uma coletiva de imprensa no Hotel Nobile Executive, em Boa Viagem. Os representantes dos quatro curtas e dois longas-metragens exibidos na última sexta-feira (1º) foram recebidos em uma sala lotada por jornalistas e convidados. Esse espaço de debate, defendido há 22 anos pela produção do evento, é dos grandes méritos do festival, levando-se em consideração a troca de informações e experiências que ele proporciona. A atriz Cássia Kis, uma das homenageadas desta edição e que também participou do bate-papo, provou a importância do momento. Durante todo o tempo em que esteve no palco, Cássia foi assistida por olhares atentos.

Com mais de 20 filmes no currículo e uma extensa carreira na teledramaturgia brasileira, Cássia trouxe para a conversa um pedaço de sua bagagem de vida. Com 40 anos de trajetória no cinema, TV e teatro, Kis revelou que não se apega aos números: “Sabe que eu não sou essa pessoa? Eu não sei dizer quantos filmes eu fiz, quantas peças, eu não tenho ‘a personagem da minha vida’. Essa coisa não faz parte de mim”. A atriz deixou claro que o fundamental é viver o momento e abraçar as oportunidades que aparecem. “Eu gosto da vida, e não é só que eu goste de viver: eu gosto da vida, eu gosto dos dramas dela, eu gosto da memória, de tudo que a arte nos dá, da maneira que a gente vai se construindo”, avaliou.

Sobre bastidores, a atriz trouxe uma lembrança das gravações de “Amores Roubados”, da TV Globo. Exibida em 2014, a minissérie acompanhava uma relação cheia de conflitos entre mãe e filho: “Eu vivia uma prostituta e o Cauã [Reymond] era meu filho. Ele roubava a mãe e fugia pro Nordeste. Antes de começarmos as filmagens, nós nos encontramos e… eu amo o Cauã e ele me ama, mas ali nós concluímos que, para interpretar nossos personagens, nós não poderíamos nos encontrar no cotidiano. Ficamos sem nos falar durante quatro meses, e criamos um abismo que resultou numa das cenas mais incríveis que eu já fiz na vida”.

Na noite deste sábado (2), o Cine PE rende homenagem ao ator Rodrigo Santoro. Serão exibidos durante a programação os curtas “Cara de Rato” (PE), “Plantae” (RJ), “Através de Ti” (RS) e “Vidas Cinzas” (RJ), além dos longas “Marcha Cega” (SP) e “Dias Vazios” (GO). A distribuição dos ingressos, a partir das 16h no Cinema São Luiz, é gratuita, e as exibições começam às 19h30.

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

A 23ª edição do Cine PE chegou ao fim na noite deste domingo (4), no Cinema São Luiz, e consagrou o documentário “Espero Tua (Re)Volta” como o Melhor Longa-Metragem escolhido pelo Júri Oficial do evento. O filme, de Eliza Capai, reflete, a partir do olhar de três...

Patrocinadores

Patrocinador Público Direto

Exibidor Oficial

Apoio Cultural

Realização

No São Luiz lotado, Cássia Kis se emociona com homenagem do Cine PE

No São Luiz lotado, Cássia Kis se emociona com homenagem do Cine PE

No São Luiz lotado, Cássia Kis se emociona com homenagem do Cine PE

A segunda noite de exibições do Cine PE – Festival do Audiovisual, que aconteceu nesta sexta-feira (1º), foi marcada por muita emoção e boas doses de riso. Dando início à programação, o documentário em curta-metragem “Uma Balada para Rocky Lane”, dirigido por Djalma Galindo, arrancou gargalhadas e foi ovacionado pelo público. O filme conta a história de José Leite Duarte, que assumiu a identidade de um famoso ator dos faroestes norte-americanos, passando a se vestir como o cowboy e a se envolver em duelos imaginários com as crianças nas ruas de Arcoverde, no sertão de Pernambuco. O encontro ainda contou com a exibição de outros três curtas-metragens: “Teodora Quer Dançar” (MT), “Balanceia” (RO) e “Banco Brecht” (PE) também arrancaram elogios nos corredores do Cinema São Luiz.

O grande momento da noite, no entanto, foi a homenagem à atriz Cássia Kis, que recebeu a honraria máxima do evento, o Troféu Calunga de Ouro. Surpreendida pela produção do festival, Kis ficou emocionada ao descobrir que receberia o prêmio das mãos do ator Gabriel Leone, que interpretou seu filho na novela global das 23h “Os Dias Eram Assim”. Em seu discurso, Leone revelou: “Desde antes de eu pensar em fazer teatro, de ter qualquer relação com a arte, eu te admirava. Quando eu te conheci, esse sentimento extrapolou, não só artisticamente falando, mas como pessoa”.

Para fechar a noite, foram exibidos os longas-metragens cariocas “Os Príncipes”, de Luiz Rosemberg Filho, e “Christabel”, de Alex Levy-Heller. Os filmes integram a Mostra Competitiva de Longas-Metragens.

Neste sábado, às 10h, no Hotel Nobile Executive, o festival promove uma coletiva de imprensa com os representantes dos filmes exibidos na sexta e com a atriz Cássia Kis. Durante a noite, o festival exibe os curtas “Cara de Rato” (PE), de Benedito Serafim, “Plantae” (RJ), de Guilherme Gehr, “Através de Ti” (RS), de Diego Tafarel, e “Vidas Cinzas” (RJ), de Leonardo Martinelli, e os longas “Marcha Cega” (SP), de Gabriel Di Giacomo, e “Dias Vazios” (GO), de Robney Bruno Almeida. Além da projeção dos filmes, o festiva presta homenagem ao ator Rodrigo Santoro.

O 22º Cine PE segue até o dia 5 de junho e a entrada é gratuita.

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

A 23ª edição do Cine PE chegou ao fim na noite deste domingo (4), no Cinema São Luiz, e consagrou o documentário “Espero Tua (Re)Volta” como o Melhor Longa-Metragem escolhido pelo Júri Oficial do evento. O filme, de Eliza Capai, reflete, a partir do olhar de três...

Patrocinadores

Patrocinador Público Direto

Exibidor Oficial

Apoio Cultural

Realização

Os caminhos do audiovisual são tema de coletiva de imprensa do Cine PE

Os caminhos do audiovisual são tema de coletiva de imprensa do Cine PE

Os caminhos do audiovisual são tema de coletiva de imprensa do Cine PE

O Hotel Nobile Suites Executive, em Boa Viagem, recebeu, na manhã desta sexta-feira (1º), a primeira coletiva de imprensa do 22º Cine PE – Festival do Audiovisual. O encontro, que sempre acontece no dia seguinte de cada exibição, contou com a presença de representantes dos seis curtas-metragens, pernambucanos e nacionais, que integraram as mostras competitivas na noite de abertura do evento. Luís Pinheiro, diretor estreante à frente da comédia nacional Mulheres Alteradas, que estreou dentro da programação do festival, também participou do debate com jornalistas e convidados.
Kátia Mesel, que recebeu a honraria máxima do Cine PE – o Troféu Calunga de Ouro, em homenagem aos seus 50 anos de carreira – protagonizou uma conversa irreverente com o público. Com uma mente sempre à frente de seu tempo, a cineasta discorreu sobre os avanços tecnológicos dentro do audiovisual. “Hoje em dia todo mundo é meio cineasta, né? Você vai a um show e tem centenas de pessoas criando conteúdo através de um aparelho celular. São pessoas que registram, que postam e que se sentem nessa condição de produtores de vídeo”, avaliou.
Carismática, Mesel arrancou risadas da plateia ao lembrar de uma descoberta recente: “Semana passada, eu quase desmaiei quando descobri que as pessoas perdem horas vendo vídeos de gente tirando cravos do rosto. Gente, tem uma seleção no YouTube só disso, e tem público. Quer dizer, a gente vive um tempo de democratização, e isso é incrível”, pontuou.
As exibições do Cine PE continuam na noite desta sexta-feira (1º), quando acontece também a homenagem à atriz Cássia Kis. Será exibido o curta “Uma Balada para Rock Lane”, de Djalma Galindo, na Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Pernambucanos, e “Teodora quer dançar” (MT), de Samantha Col Debella, “Balanceia” (RO), de Juraci Júnior e Thiago Oliveira, e “Banco Brecht” (PE), de Tiago Aguiar e Marcio Souza, na Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais (Mostra Brasil). A Mostra Competitiva de Longas-Metragens traz Christabel (RJ), de Alex Levy-Heller, e Os Príncipes (RJ), de Luiz Rosemberg Filho.
As entradas para o festival são gratuitas e começam a ser distribuídas a partir das 16h na bilheteria do Cinema São Luiz.
‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

‘Espero Tua (Re)Volta’ é consagrado melhor filme do Cine PE 2019

A 23ª edição do Cine PE chegou ao fim na noite deste domingo (4), no Cinema São Luiz, e consagrou o documentário “Espero Tua (Re)Volta” como o Melhor Longa-Metragem escolhido pelo Júri Oficial do evento. O filme, de Eliza Capai, reflete, a partir do olhar de três...

Patrocinadores

Patrocinador Público Direto

Exibidor Oficial

Apoio Cultural

Realização